Garimpando
O Chic Vizinho Da Rainha

Por Marcelo Sampaio

Sempre que vou à Europa e percebo que cabe na minha rota uma paradinha por Londres, não abro mão. Talvez essa seja uma das cinco cidades que mais me encantam no mundo.

A capacidade de mesclar a mais alta tradição com as mais descoladas tendências internacionais faz da cidade um pólo de diversidade estarrecedor. Caminhar por Londres não é simplesmente caminhar por qualquer outra capital. Caminhar por Londres é caminhar por Londres. Simples e Sofisticado assim.

Sempre me inspiro ao sair de onde estou hospedado com trajes que representam a minha alma naquele exato momento. A capital da realeza merece tamanha dedicação.  Amo estilistas ingleses como Paul Smith, Alexander McQueen e Christopher Bailey no criativo da Burberry. Também adoro colocar meu Ipod ouvindo Elton John e James Blunt. Sempre no clima.

Aprecio o tempo inteiro seus parques, seu suntuoso rio, suas históricas pontes, seus prédios vitorianos, seus bairros alternativos e seus mercados sedutores. TUDO tem um tom especial, nada está ali por acaso. Hospedar-se na capital inglesa tem um sentido todo especial. A escolha de um excelente hotel para mim tem suas prioridades essenciais: localização, conforto, boa gastronomia e excelência no atendimento. Desta vez, ao buscar o lugar ideal para curtir meus quatro intensos dias londrinos, optei por ficar em uma hotelaria Premium, design, bem ao lado dos jardins da Rainha. Tacada certa: escolhi o hotel The Halkin do Grupo Como e mais uma vez percebi que minhas intuições sempre levam-me ao melhor.

Estava ao lado do muro da rainha, onde provavelmente naquela tarde ensolarada enquanto eu caminhava para entrar no The Halkin, do outro lado, a Rainha com seu marido, filhos, netos e bisnetos tomavam seu sol vespertino nos jardins ou preparavam-se para o tradicional chá das cinco. Ilusões de um sonhador apaixonado pela história inglesa.

O The Halkin by Como impressiona desde a chegada, não pelo exagero da suntuosidade e sim pelo bom gosto envolvido na décor do mesmo. O staff recebe-lhe com o sorriso mais verdadeiro e delicado que já vi sem os exageros dos protocolos das grandes redes hoteleiras. Olhares que agregam carinhos desde o primeiro encontro. O design de seus corredores para os quartos é estonteante e caminhar pelos mesmos é uma experiência.

Devo falar das suítes ou deixo para que vocês descubram na próxima ida a Londres? Apenas uma dica: Únicas!

A chef Elena Azark, premiada pela Veuve Clicquot, como a melhor chef mulher do mundo assina o cardápio do fantástico restaurante “Ametsa”. Uau! Um mundo de sabores também premiado pelo Guia Michelin. Desejo viver aqueles momentos gastronômicos novamente o quanto antes. Tive ali um jantar em que cultura, beleza e gastronomia caminharam lado a lado.

O grupo Como possui também o hotel Metropolitan em Londres, não tão distante dali. Com um conceito mais clean e mais descolado, mas com toques intensos da mesma elegância do The Halkin, ele também arrasa em todos os quesitos. Minha próxima hospedagem provavelmente será lá para também curtir essa proposta mais arrojada e da mesma forma altamente qualificada.

Fico aqui contando os dias para retornar a esse mundo inglês que tanto amo. Fico aqui imaginando meus próximos garimpos por Mayfair, Brick Lane, Portobello, por Covent Garden,  Nothing Hill, e até mesmo pela barulhenta e turbulenta Piccadilly Circus.

Nessa última vez assisti ao musical de Michael Jackson bem como a um concerto na Royal Opera House, duas emoções indescritíveis, dois momentos memoráveis. Que tal?

Londres, Londres, Londres.

Não te esqueço jamais, te quero para sempre!

 

Marcelo Sampaio

Apresentador, Garimpeiro Blogueiro, Produtor Eventos e Consultor Mercado Luxo

+5511 3021.0116 / 99979.1784

garimpando.life

insta: garimpando.life

fanpage face: garimpando com marcelo sampaio

 

 

 

 
Um lindo Trem para Morretes Leia +

Por Marcelo Sampaio

 Uma das mais lindas experiências que tive em minha vida foi justamente uma viagem de trem com duração de apenas 3 horas aqui pertinho da gente. Algo fácil e possível de ser realizado. O trem “Litorina de Luxo” que liga Curitiba à pequena cidade histórica de Morretes encanta em todos os sentidos.

Ao entrar nos três vagões deste trem voltei ao passado com sua decoração clássica homenageando paisagens brasileiras.  Fui sentado no vagão que homenageia Copacabana decorado com sofás de veludo, gravuras de Debret e um teto todo em tecido fazendo alusão à calçada carioca preta e branca de pedras portuguesas.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 7 de 13

Indique !