Viajar é preciso
Mônaco crème de la crème


Paraíso de celebridades, paisagens estonteantes, reino da inesquecível princesa Grace Kelly e onde nosso Ayrton roubou a “Senna” com vitórias memoráveis. Tudo isso e o mais puro glamour é o que você vai encontrar neste “pedacinho” encantado do planeta.

Localizado na costa mediterrânea da França (Côte d'Azur), próximo a Nice e a fronteira com a Itália, com extensão territorial de apenas 1,95 km², Mônaco é um dos mais luxuosos locais de turismo do mundo. Conhecido pelos cassinos de Monte Carlo e por Grace Kelly, famosa atriz de Hollywood, que conquistou o coração do príncipe Rainier, tornando-se princesa em 1956, num casamento que entrou para a história. Sua elegância, carisma e beleza deram outro colorido ao país, que passou a ser mais admirado após sua chegada. O minúsculo Principado é formado por quatro pequenos distritos, sendo o maior deles Monte Carlo, com 13 mil habitantes.

Independente desde o século XIII, com alguns períodos de interrupção, Monte Carlo é famosa por sua sofisticação e porque em suas ruas realiza-se o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 – um dos grandes eventos do país – que foi vencido em 87, 89, 90, 91, 92 e 93, pelo piloto brasileiro falecido Ayrton Senna, conhecido como "rei de Mônaco". Suas vitórias eram comemoradas de uma maneira muito “peculiar”. Por diversas vezes, ele “deu banho” de champagne na família real, quebrando o protocolo. O pequeno país também é conhecido por ter construído um importante Instituto Oceanográfico, que foi dirigido por Jacques Cousteau.





 
Cingapura


Cingapura

Esse tigre asiático vai te “seduzir”

Luxo, muito luxo e imponência é a síntese desta cidade-estado. Deleite-se com a mordomia e sofisticação de um dos países mais ricos do mundo.

Cingapura viveu altos e baixos por muito tempo. Graças à localização privilegiada junto ao estreito de Malaca, foi ocupada sucessivamente por hindus e javaneses, até ficar sob o domínio do Reino de Srivijaya, que, por sua vez, se tornou vassalo do império javanês dos Majapahit. No século XVI a cidade esteve nas mãos do sultão do Johore, e foi nessa época que caiu numa era de acentuada decadência enquanto a vizinha Malaca enriquecia graças à presença de portugueses e holandeses.

Através da figura mítica de Sir Stamford Raffles, representando a Companhia Inglesa das Índias Orientais, que comprou seu porto comercial em 1819, e, posteriormente, em 1824, toda a ilha, ela passou a ser a cidade britânica de referência em todo o Sudeste Asiático, o porto mais importante para o comércio inglês na Ásia e a porta de acesso ao Extremo Oriente. Durante a Segunda Guerra Mundial o território foi ocupado pelos japoneses. Em 1946, voltou ao domínio britânico. Em 1963, quando proclamou sua independência, integrou-se à Federação da Malásia. Dois anos depois tornou-se definitivamente a  República Independente de Cingapura.

{jcomments on}


 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 Próximo > Fim >>

Página 25 de 25

Indique !