Cuide-se
Montanhismo, bom para o corpo, bom para alma Leia +

Muitos conhecem como alpinismo, mas como nem sempre a escalada acontece nos Alpes, o termo montanhismo é mais preciso. A complexidade do esporte é tanta que convidamos um praticante para falar deste tema, Alexandre Vicentini.

“Quando conheci o montanhismo, percebi  que nada se compara ao seu sabor, pois usa-se de tudo na composição do que é necessário para a sua prática, pois ele exige concentração, preparação, autoconhecimento, estudo, técnicas diversas, criatividade, logística... e o melhor de tudo, a percepção de que tudo tem seu tempo certo para acontecer e que se ainda não aconteceu, é porque ainda não amadureceu...”, explica Alex, que fez três viagens em alta montanha: duas no Aconcágua e uma no Mont’Blanc.

Ele soube que havia uma trilha pelo lado Norte do Aconcágua (Argentina) que dava acesso apenas andando. “Apenas 20%  das pessoas que tentam essa rota conseguem atingir o cume.”, conta Alex.

As maiores dificuldades são a temperatura, que pode chegar nos -35º C e a falta de oxigênio e diminuição da pressão atmosférica devido à altitude (6.952 m). Alex começou com uma viagem de reconhecimento do parque e do entorno do Aconcágua, levando a família (mulher e filha).

“Levantei toda a logística necessária e diversas informações de o que fazer,  como fazer, o que contratar, como contratar.”

De volta a São Paulo, pesquisou por um ano tudo o que ia precisar, além de estudar num livro de medicina.

Ao fazer o planejamento logístico, pensou em diminuir o tamanho da montanha.

“Defini que deveria ter 3 objetivos menores... primeiro o acampamento Confluenza (3.300 metros) partindo da Hosteria de Ponte Del Inca (2.750 metros). Seria meu “Objetivo C”, o mais baixo e mais fácil, onde eu acamparia, dormiria, descansaria o dia seguinte inteiro para seguir no outro dia e realizar um bate e volta ao meu “Objetivo B” Plaza Flancia (4.200 metros), para então voltar dormir novamente em Confluenza, descansar para no dia seguinte seguir ao meu principal intento, dormir no “Objetivo A” Plaza de Mulas (4.300 metros).”, relata o montanhista em artigo sobre a viagem.

Por falta de parceiros, Alex partiu sozinho para a primeira aventura. Contratou um serviço de alimentação no local e barraca.

“A grande satisfação vem do aprendizado para poder vivenciar a montanha com segurança, de estar pronto e apto para estar com suas próprias forças no estágio da montanha, que lhe foi permitido estar. Trazer esse aprendizado para a vida do cotidiano é o grande sentimento de prazer e equilíbrio que esse esporte me oportuniza.” , resume.

A segunda experiência de Alex foi em 2008, no Mont’Blanc.

 
Gotas de Consciência – Terapia Floral modificando Vidas para Melhor

Por Denise Giarelli

A primavera vem aí e todos começam a prestar mais atenção nas flores... lindas, perfumadas, diferentes, coloridas... mas você sabe o quanto elas podem ser benéficas?

Dr. Bach, médico inglês que viveu na década de 30, sabia e contou para o mundo todo. Era pesquisador em sua área de atuação e um grande admirador da natureza.  Juntando os dois lados, descobriu o poder terapêutico da vibração de flores e plantas em nossas emoções, pensamentos e consciência. Trouxe ao mundo as essências florais ou florais de Bach, como são conhecidos.

Outros pesquisadores, a partir dos estudos de Bach, iniciaram suas pesquisas em diferentes localidades e assim nasceram as essências florais e vibracionais no mundo todo, que podem ser feitas à partir de flores, árvores, pedras (preciosas ou não), criaturas marinhas e ambientes específicos. Todas são produzidas dentro dos conceitos de sustentabilidade e preservação do meio ambiente.

Os fundamentos da terapia floral estão embasados na física quântica, nas teorias de Freud, Jung, Goethe (botânica das plantas), Paracelso, Einstein entre outros... O Brasil é hoje referência mundial no uso, estudo e pesquisa em Terapia Floral. E isso não é pouco. Temos por aqui profissionais de saúde especialistas em terapia floral, conselhos profissionais que regulamentam o uso e instituições de ensino com cursos estruturados e sérios, além dos workshops de autoconhecimento ministrados em diferentes regiões, incluindo aqui na Granja Viana.

Mas para que servem essas “gotinhas”? Podem ser usadas para tratar estados emocionais desarmônicos tais como medos, dificuldades de concentração, angústias, ansiedade e qualquer situação mental e/ou emocional que leve o ser humano à sair do seu “eixo”. Na prática, podemos oferecer os florais desde crianças com pesadelos, falta de concentração na escola, adolescentes em pré-vestibular, noivas/noivos, casais em desarmonia, mudanças de emprego, crises existenciais, gravidez, nascimento, reuniões de trabalho difíceis, harmonização de almoços familiares até idosos com depressão e tantas outras possibilidades quanto infinitos são os aspectos que envolvem as emoções da alma humana.

Um bom composto para termos sempre em casa, ao lado do “bandaid” é o Floral de Emergência, Rescue Remedy ou Five Flower Formula. Serve para as situações emergenciais (sustos, brigas, pesadelos, estresses pontuais), no entanto não deve ser usado como única forma de terapia floral.

É sempre bom poder contar com um terapeuta floral experiente pertinho de você para um acompanhamento maior ou à quem você possa recorrer na “hora do aperto”. A auto indicação acontece com frequência pois os florais não são medicamentos, não possuindo efeitos colaterais, mas um olhar de fora ajuda a ampliar nossa visão de mundo e nos conduz à um processo de autoconhecimento profundo que é o objetivo maior da terapia floral.

Portanto, use e abuse das essências florais pois elas trazem consciência, equilíbrio e vida emocional saudável. Busque um terapeuta que te guiará nessa jornada incrível de descoberta e abra-se para um mundo novo: VOCÊ MESMO!

Conheça-se e SEJA MAIS FELIZ! Um abraço florido meu para você!

 

Fonte: Denise Giarelli (terapeuta)

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

11 3493 4357/ 11 98674-0299

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 22

Indique !