Cultura e Lazer Maio2017 Leia +



Região
Em Cotia,
exposição Pomarium
Uma plataforma artística e sustentável que visa difundir e reinserir as frutas nativas brasileiras no cotidiano da população será retratada por meio da Exposição Solarium. A visitação vai rolar até 21 de maio, sempre das 10h às 18h. A ação é uma parceria entre a Secretaria de Cultura do governo do Estado, a Prefeitura de Cotia e a empresa AstraZeneca. Nesta exposição artística multissensorial, os visitantes farão uma viagem em todos os biomas brasileiros por meio de sensações como sons, cheiros, texturas e obras de arte. O projeto exalta a diversidade e riqueza natural do País por meio de suas mais de 200 espécies de frutas nativas.
Toda quarta-feira haverá oficina de cultivo e gastronomia de frutas nativas.
A inscrição é feita na própria exposição. Mário Kaneko, morador de Caucaia do Alto, voltou no tempo para falar da exposição: “Me fez lembrar minha família, que é do Pará, pois algumas frutas são de lá. Quero muito trazer minha esposa e as crianças para conhecer. Para elas é muito importante saber de onde vêm nossas frutas”.
Onde: Praça da Matriz, em Cotia/SP



Para os pitocos
“A Arca de Noé”, de Vinícius de Moraes e Toquinho, é um verdadeiro caso de amor da literatura, do teatro e da música popular brasileira. Dali para o teatro foi um pulo e “A Arca de Noé” com alguns de seus poemas mais famosos como “O Pato”, “Corujinha”, “Pinguim” e “São Francisco” transformaram-se em verdadeiros hinos cantado por crianças do Brasil inteiro.
Até 21/5, sábados e domingos, às 16h
Local: Teatro Gazeta (Av. Paulista, 900. São Paulo, SP)
Ingressos: R$ 80
www.teatrogazeta.com.br

Crítica

A Casa dos Amores Impossíveis

Quem não é uma mulher Laguna? Aquela que se torna refém do amor diante das decepções vividas, diante do que se espera do outro, dos desejos não realizados, das expectativas criadas e que quase nunca são correspondidas.
Pensando melhor, arrisco dizer que somos todos seres Laguna, equivocados com o próprio ser.
Cristina López Barrio tem o dom da escrita e nos apresenta uma narrativa cheia de magia; floreada pelos mistérios da natureza, oferece sentimentos ao inanimado, dá grande valor ao olfato farejando o que cada um traz em sua essência, associa cheiro a sentimento que faz despertar memórias adormecidas, sempre presente sentimentos que lutam contra ou a favor à força da natureza. Dá para se deliciar nessa saga familiar que conta a história de mulheres amaldiçoadas a sofrerem por amor que gerariam outras mulheres que perpetuariam essa maldição. Digo que percorri tal maldição, palavra por palavra e, falta sentirei desse percurso que me levava a lugares mágicos, me deixando muitas vezes em deslumbre. Vá e percorra o percurso oferecido por todas elas, mulheres amaldiçoadas, mulheres abençoadas.
Autora: Cristina López Barrio - Editora: Prumo - Edição: 1ª - Ano: 2013









 

Indique !