Inhotim, cultura e natureza vivem em harmonia Leia +


Além disso, este acervo vive em contínua transformação, pois periodicamente novos projetos - criados especialmente para o museu - são inaugurados. Recentemente, foram incluídas obras de Lygia Pape, Tunga, Cristina Iglesias e Carlos Garaicoa.

Do lado botânico, a partir de 2005, foram resgatadas coleções de diferentes partes do Brasil e com foco nas espécies nativas.

Conhecer o local não é como uma visita qualquer a um museu, pois o perímetro é bem extenso e são necessários pelo menos dois dias para percorrer tudo com um pouco de atenção. Há boas descrições das obras e dos artistas, bem como monitores a postos para dar a orientação necessária aos visitantes. O espaço também oferece restaurantes e lanchonetes, permitindo que você fique o dia todo por lá.

Há várias formas de visitar o local. Talvez a mais adequada seja com um passe para o carrinho circular que leva você às obras mais distantes. Ele passa a cada 15 minutos nas paradas indicadas no mapa do museu. Circular no museu é fácil: logo na entrada você recebe um mapa e em cada galeria há um monitor. Há também vários tipos de visitas guiadas.

Mas se você tiver pouco tempo, há algumas obras chave, que merecem ser vistas, como a áudio-instalação de Janet Cardiff & George Bures, que narra um sonho. No pavilhão do artista Matthew Barney há uma espécie de óvni espelhado no meio da mata. Na galeria Doug Aitken, ouve-se o som da terra; na de Cildo Meirelles há uma casa com todos os cômodos e objetos revestidos de vermelho. Há também Cosmococas de Hélio Oiticica, que são salas com estímulos sensoriais. Outra obra do artista fica em frente ao maior lago do instituto, com nove paredes coloridas contrastando com o verde. Há ainda Elevazione, de Giuseppe Penone, uma imensa “árvore” suspensa, com raízes à mostra.

Para conhecer Inhotim há duas opções: sair de Belo Horizonte, há 60 km do local, ou se hospedar na cidade de Brumadinho, que também oferece outros atrativos turísticos.

Se for ficar em Brumadinho, há uma série de opções históricas e de ecoturismo.

Algumas delas são as serras da Moeda, Rola Moça, Trê Irmãos e Conquistinha. Há também obras riquíssimas como a Matriz de Nossa Senhora de Piedade e São José e a recém restaurada Fazenda dos Martins, antiga moradia de um comerciante de escravos.

Brumadinho possui também uma grande variedade de opções para os amantes de esportes radicais. A Serra da Moeda, além de ser muito conhecida por sua beleza cênica e pelas opções de gastronomia e hospedagem existentes em sua encosta, é um dos melhores locais do país para a prática do voo livre.

Outras atrações esportivas são trekking, ciclismo, voo livre, cavalgada, rapel , arvorismo , off road , balonismo.

Gastronomia

A culinária apresentada nos diversos bares, botecos e restaurantes locais vai desde a tradicional comida mineira até cozinha de boteco e gastronomia internacional.

Inhotim

Horário de Funcionamento: 3ª a 6ª das 9h30 às 16h30, sáb., dom. e feriados das 9h30 às 17h30.

 

Fontes:

Site:

Belohorizonte.mg.gov.br

Brumadinho.mg.gov.br

inhotim.org.br

Viajenaviagem.com

 

 

Indique !