• milk3.png
  • loclave.jpg
  • banneranuncie.jpg
  • overstoque-horizontal.jpg
Olho na tela, olho nos olhos Leia +



A exposição prolongada a aparelhos eletrônicos pode acarretar sintomas como dores de cabeça, irritação nos olhos, fadiga, visão dupla, lacrimejamento, ardência, incômodo à luz, oscilação da visão e sensação de peso nas pálpebras. Trata-se da Síndrome da Visão Cansada (CVS – Computer Vision Syndrome), que afeta cerca de 90% das pessoas que passam três horas ou mais no computador (National Institute for Occupational Safety and Health dos EUA).

As imagens do monitor são formadas por “pixels” (minúsculos pontos), que fazem nossos olhos se esforçarem para focar e re-focar. Pessoas olhando continuamente ao monitor chegam a piscar 6 a 8 vezes por minuto, enquanto o ideal é piscar entre 16 e 20 vezes por minuto. O ideal é piscar os olhos , em media de 16 a 20 vezes por minuto. Quando o usuário não pisca, a córnea fica ressecada e desprotegida, o que gera os sintomas citados anteriormente.

Juntando fatores como ar condicionado e poluição, muitos podem desenvolver um quadro chamado de olho seco evaporativo. A piscada tem a função muito importante na distribuição da lágrima na superfície do olho. É ela que mantem a integridade da superfície, contribuindo para a nitidez da visão e protege contra a exposição de fatores externos.

O uso cada vez mais precoce e abusivo de aparelhos tecnológicos vem afetando a visão das crianças e adolescentes que recorrem cada vez mais ao oftalmologista, com queixas relacionadas ao ressecamento dos olhos, dores de cabeça e dificuldades de concentração na sala de aula.

A Academia Americana de Pediatria recomenda que crianças acima de dois anos fiquem no máximo até duas horas por dia, em frente às telas e as menores de dois anos devem evitar o seu uso. Em pessoas com mais de 50 anos, o problema pode estar associado a outras doenças oculares como catarata e degeneração macular.

Existem alguns exercícios que ajudam a lubrificação dos olhos. A cada 20 minutos, focar os olhos em um objeto a (6 metros) de distância durante 20 segundos. Outra recomendação comum é fechar os olhos durante 20 segundos, pelo menos a cada meia hora.

Dependendo do caso, indicamos o uso de colírios e lubrificantes para umidificar e protegerem os olhos. No entanto, o uso de colírios e lubrificantes deve ser usado apenas com recomendação médica. Portanto, o ideal é consultar o seu oftalmologista.


Fonte:

Dr. Alexandre Katsumi Onici - Especialista em catarata, tumores oculares e plástica ocular. The Square - Bloco C - sala 302 - Fone: 2898-9731-2898-9732


 

Indique !