CONFIRA: 5 alternativas para quem não gosta de meditar

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar de alternativas, todas essas opções tem o mesmo objetivo da meditação tradicional: alcançar a calma e contentamento. A melhor parte é, se uma não funcionar para você, é possível que outra funcione.

  • Escrever em um diário: colocar seus pensamentos no papel pode ser um exercício catártico, especialmente se você vem reprimindo algumas emoções. Existe uma enorme variedade de tipos de diários para você escolher, e o hábito se torna muito mais do que simplesmente ter um diário.
  • Artes marciais: treinar algum tipo de arte marcial pode alcançar o mesmo que a meditação em pelo menos um sentido: te prende ao momento presente. Você estará testando seu corpo, assim como a sua mente, e talvez ainda aprenda algumas coisas sobre si mesmo no processo.
  • Limpeza: sim, limpeza pode ser um tipo de meditação. Os fiéis desse exercício recomendam que outros se inclinem em direção ao elementos táticos da limpeza – ou, melhor dizendo, faxina. Sinta a espuma, ouça os esguichos d’água e talvez perceba parte da tensão do seu corpo indo embora.
  • Yoga: as qualidades meditativas do yoga já são bem conhecidas, e é uma ótima forma de ganhar força. Parecido com as artes marciais, pode ser bem difícil realizar certas posições sem silenciar a própria mente. Inserir o yoga na sua rotina diária, ou dia sim, dia não, pode fazer com a sua mente se torne um lugar mais calmo.
  • Música: ouvir uma música calma pode muito bem acalmar a mente, considerando que uma canção pode te levar em uma jornada para longe dos seus pensamentos. Tome um banho quente, acenda algumas velas e coloque um mix com músicas tranquilizantes.

Fonte: LifeHacker

Mais notícias

Você viu tudo

Não há posts