Fazer cerveja 

Pra que ir até o boteco se o boteco por ir até você?
O músico Rafael Massi e o administrador Marcelo Massi – irmãos moradores de Cotia e cervejeiros que verdadeiramente gostam da coisa – optaram por ocupar parte do tempo produzindo a própria cerveja. A brincadeira começou faz um ano meio e os dois, há quatro meses, transformaram o hobby em negócio. Nasceu a Tetê, cerveja com rótulo nada convencional e sabor marcante.
O primeiro passo foi estudar. “Começamos a fazer um curso na Cervejaria Escola Sinnatrah, que é liderada pelos mestres cervejeiros da Mea Culpa”. (cervejaria artesanal que vem ganhando espaço em bares e restaurantes da região).
Foi na quarta brassagem (processo de produzir a cerveja) que os irmãos resolveram parar de beber toda a produção e apresentar a obra prima aos professores e amigos. “Os professores dão opiniões e mostram onde estamos errando e acertando; estamos em constante aprendizado”, conta Rafael. 
Hoje, os estilos que enchem os bolsos da dupla são a APA – American Pale Ale e IPA – India Pale Ale, que divertidamente eles nomearam de APAranoia e IPApai. A Weiss (de trigo), eles rotularam de WEISSdeboa e a Porter, que cai super bem no inverno, ainda não tem nome mas já foi super bem aceita pelos cervejeiros.
Rafael e Marcelo são um grãozinho de areia no oceano. Não é preciso ser nenhum especialista em varejo para saber que, nos últimos anos, houve um verdadeiro boom nesse setor e que cervejeiros caseiros de todo o Brasil vêm garantindo seu espaço nos cardápios dos barzinhos, oferecendo opções diferenciadas aos clientes. 

 

Quanto vou gastar para começar a produzir a minha própria cerveja?

Valor do curso para iniciante: R$350
Kit cervejeiro para produção: R$2.000
(vem acessórios e insumos para a produção de 1 cerveja)

Os cursos na Sinnatrah variam de R$150 a R$800

Kit para produção de uma Pale Ale APA: R$90
A receita para 20 litros contém:
5,5 kilos de maltes de variedades como Pale Ale, Pilsen e Caramel Hell
50g de lúpulos de variedade americana, como Columbus, Chinook ou Simcoe
1 pacote de levedura Ale americana, como US-05.
Acompanha receita e modo de preparo com passo a passo para produção.

 

Guarde bem estas regrinhas:

Lager

– O estilo é originário da Baviera do século XIX e surgiu com o hábito de guardar as cervejas em caves muitos frias. O resultado era uma fermentação  que ocorria no fundo do tonel, e à temperaturas bem baixas (entre 6 e 12 graus).

-Em geral as “Lager” são cervejas mais leves, de cor clara, com amargor moderado, alta carbonatação e graduação alcoólica entre 3 e 6%.

Ale
Alta fermentação porque a levedura acaba ficando no topo do tonel e também porque estamos falando de temperaturas mais elevadas para a fermentação (entre 15 a 24 graus). Esse processo cria cervejas mais complexas, frutadas e lupuladas. São mais encorpadas, mas o sabor e a cor pode variar bastante.

 

O Beabá da cerveja
A famosa Lei de Pureza Alemã determina que a cerveja deve ser feita de quatro ingredientes básicos: água, malte, lúpulo e levedura. Naturalmente, há diversos outros ingredientes que podem ser adicionados à cerveja com diversas funções, mas esta, invariavelmente, é a base.

Kit para 10 litros de produção. O que vem?
Confira no APPTudo lista de acessórios para começar já a sua produção.

Estima-se que existam mais de 150 tipos de cerveja. Segue os mais comuns.

Pilsen
O carro-chefe das cervejas lager foi inventado em 1842 na cidade checa de Pilsen. Antes dele, nenhuma cerveja era transparente, tão clara e leve ao paladar. Essas características, aliadas à invenção da geladeira, permitiram que a bebida conquistasse o mundo.

Bock
Produzida na Alemanha, ela é avermelhada, bastante maltada e com teor alcoólico alto. Diz a lenda que os alemães brincavam que essa cerveja era tão forte quanto um coice de bode (bock).

India Pale Ale
A IPA é uma cerveja carregada no álcool e no amargor. Isso porque o estilo foi inventado para atender às necessidades dos colonos ingleses da Índia, que precisavam de muito lúpulo e malte para aguentar a viagem de navio.

Para a mulherada que gosta de uma breja, esses dois sites são bem legais e trazem um pouco do universo feminino cervejeiro: lupulinas.com.br (Cilmara e Vange escrevem sobre cervejas artesanais, brasileiras ou importadas, porque acreditam que há uma receita para cada paladar. Ou para cada momento. Ou para cada refeição).
O maltemoiselles.com.br foi criado por uma confraria feminina de Sampa.

 

Perigos na brassagem
Nem só de alegria vive o cervejeiro caseiro. Um cuidado que deve ser tomado é na hora da produção, já que o risco de contaminação é grande. Se acontecer, tudo vai ralo abaixo.  A limpeza minuciosa dos acessórios e seguir à risca o processo podem colaborar para que a contaminação não aconteça.
No mais, saúde. Boa produção, cervejeiro.

Quem Somos :

A Revista TUDO chegou e revolucionou! Com uma proposta diferenciada traz inovação, ousadia, serviço e mais Informação para você, leitor! Muito além de mais uma revista regional, a TUDO mostra o que a Região tem de bom, o que precisa ser melhorado e as necessidades de seus moradores. Somada a esta prestação de serviço, apresenta uma síntese dos fatos mais importantes que acontecem no Brasil e no mundo, sem contar os assuntos de interesse geral que estão em evidência na atualidade. Leia Mais

Contatos: 

  • E-mail: contato@revistatudo.com.br
  • Tel: 11 4617-4873

Distribuição Gratuita:

  • Condomínios e pontos comerciais instalados na Granja Viana, Ao longo  da Rodovia Raposo Tavares, Cotia, Caucaia do Alto, Vargem Grande Paulista, Embu das Artes, Jandira, São Roque, Vila S. Francisco, Alphaville e Aldeia da Serra

 


logo

Horário de Atendimento:  

  • SEGUNDA-FEIRA    09:00 ÀS 17:00
  • TERÇA-FEIRA          09:00 ÀS 17:00
  • QUARTA-FEIRA        09:00 ÀS 17:00
  • QUINTA-FEIRA         09:00 ÀS 17:00
  • SEXTA-FEIRA           09:00 ÀS 17:00

A Revista Tudo é uma publicação da Editora Tudo: Av. São Camilo, 980 Shopping Granjardim Granja Viana - Cotia

Privacidade:

  • O website da  "Revista Tudo" zela pela privacidade e proteção dos dados pessoais de seus clientes e visitantes, mantendo assim a relação de confiança, respeito e transparência. Apenas pessoal qualificado e autorizado tem permissão para acessar os dados coletados.
  • Em nenhuma circunstância, tais informações são vendidas ou compartilhadas com terceiros.

 powered1