Acreditem! A Tunísia é um dos países mais fáceis da África para se viajar, além de ser um local barato para conhecer de forma independente. Brasileiros e portugueses não precisam de visto para entrar e podem permanecer no país por até 90 dias.

Faz fronteira com a Itália, com a Argélia e com a Líbia. Em duas semanas dá para bater perna e explorar tudo; a Tunísia é pequena, mas não menos acolhedora, por isso, quem vai se apaixona. É considerado o país mais europeu do mundo árabe, resultado do protetorado francês – ficou independente da França em 1956 – que trouxe não somente a cultura, mas também o idioma que é o segundo falado por lá depois do oficial árabe tunisiano, que é diferente do árabe falado em outros países.

É fundamental que o turista fale, no mínimo, o inglês porque a comunidade brasileira lá é pequena: estima-se que apenas 50 brasileiros vivam pelo país atualmente.

Para quem gosta de sol e calor, o ideal é ir entre maio e outubro; são 1.300 quilômetros de costa, as praias são paradisíacas e conta com inúmeros hotéis e resorts à beira-mar.
Quem vai para curtir o deserto, pode ir em qualquer época. Aliás, mesmo no verão, o deserto tende a ter noites frias, portanto, tenha sempre bons casacos na mala.
A moeda utilizada na Tunísia é o Dinar (TND) e pode ser conseguida em quase todos os bancos espalhados pelo país.

Nas regiões turísticas dá para pagar alguns produtos e serviços em euros ou dólares, mas geralmente, o turista perde com o câmbio. É importante saber que, no final da viagem, tem que trocar todo o dinheiro que sobrou no aeroporto. É proibido sair do país com dinares.
O islamismo é, de longe, a religião dominante na Tunísia; 99% dos tunisianos são muçulmanos. Minorias religiosas incluem o cristianismo (25000 seguidores), o judaísmo (1500 seguidores), e a fé bahá’í (200 seguidores).

Bom, antes que a gente conte tudo de uma vez só, curta nesta reportagem curiosidades sobre a Tunísia e o que faz dela um país misterioso e que conquista viajantes do mundo todo.
 

Atenção: Não é exigido nenhum tipo de vacina para entrada em território tunisiano.

Para chegar lá

A Tunísia conta com oito aeroportos internacionais, em várias cidades do país, de norte a sul, com voos internos operados pela maior companhia local, a Tunisair (ww.tunisair.com.tn), a preços moderados. A Tunisair também opera voos internacionais para as principais capitais europeias, além dos países da África do Norte, países do Golfo, entre outros.

O aeroporto internacional de Tunis-Carthage é atendido por voos da Air France, Alitália, Lufthansa, Emirates, Turkish Airlines e outras.

Valor: Pela Airfrance, saindo de Guarulhos e com uma conexão, o voo sai R$3.274,00 (só ida). Ao todo, a viagem dura, em média, 26 horas. 

Rodando pela Tunísia

Para viajar ao interior do país utilizando o transporte público, o mais recomendado são os trens. Os táxis existem em grande quantidade, em todos os lugares e a preços acessíveis (embora a frota esteja defasada). Seguem contatos de algumas empresas de taxi no país:

  • Allo Taxi – +216 7178-3311 / 7184-0840 (é cobrado um suplemento de 3 a 4 DT por corrida)
  • eAllo Rapide Taxi – +216 2583-7000 / 2583-7083.

 
Aliás, trens e táxis são sempre as melhores opções.Evite alugar um carro porque dirigir na Tunísia pode ser perigoso. Turistas devem evitar dirigir à noite ou fora das áreas turísticas. A cultura de trânsito é diferente no país, e os desavisados podem envolver-se em graves acidentes.

 

A capital e a periferia contam com uma rede de ônibus (com uma frota bastante defasada) e com uma rede de trens (que, na periferia, atualmente, só alcança Carthage).     

Hospedagem em Tunes


Apesar da Tunísia dispor de mais de 400 hotéis de todas as categorias, sendo vários estabelecimentos de 4 ou 5 estrelas, nas cidades e nas zonas turísticas, separamos para você as boas opções na capital, Tunes.

El Hana International Tunis (Três Estrelas)


R$165 a diária (quarto para duas pessoas). Localizado a 5 km do centro da cidade.
Possui bar, restaurante, ar condicionado e wi-fi. 

Hotel The Penthouse (Cinco Estrelas)


R$395 a diária com café da manhã incluso. Localizado a 2,5 km do centro da cidade.
Extremamente confortável, com serviço impecável, spa e academia

Água na boca

A culinária da Tunísia recebe influência das cozinhas francesa, grega e árabe. A entrada de uma refeição típica é composta por uma salada de tomate e alface, pepinos com coalhada e um pastel chamado “brik”. Em boa parte do litoral costuma-se servir a “chorba”, uma sopa de peixe com tomate.

Curiosidade
Em algumas regiões da Tunísia, as pessoas comem e apreciam a carne de dromedário. Porém, a base da culinária tunisiana é composta por vegetais, frutos do mar, peixe, carne de ovelha e macarrão.

 

Batendo perna por aí


A Tunísia não tem shopping centers de grande porte, como os encontrados no Brasil. Entretanto, em alguns supermercados maiores, há complexos comerciais com lojas variadas. Conta com salas de cinema, entretanto, a programação em geral nem sempre é atualizada com lançamentos americanos e europeus. Os filmes estrangeiros são, quase sempre, exibidos em versão dublada em francês. Muitas das salas são bastante antigas e necessitam de reformas. Já no teatro, a grande maioria das peças são em idioma árabe. O mais importante festival de artes cênicas da Tunísia é o Festival Internacional de Cartago, que sempre acontece em julho e agosto.

Quer comprar um presente?

Uma das principais expressões artísticas do país é o artesanato. Cerâmicas, mosaicos e tapetes são admirados por muitos turistas, que visitam o país, em função da riqueza de detalhes e beleza estética.

Em Matmata, a grande atração são as casas trogloditas típicas da região. Tozeur e Tamerza estão entre as mais belas cidades oásis do país.

Esporte
O futebol é o esporte mais popular no país. Em segundo lugar vem o taekwondo. Um dos times de futebol mais populares e com mais vitórias é o Espérance Sportive de Tunis.

O que você vai conhecer na Tunísia


Oásis de Chebika
Palco do Star Wars


Localizado no pé das montanhas do Djebel el Negueb, é um dos pontos turísticos mais bonitos da Tunísia. Encontra-se a pouco mais de 50 km de Tozeur e a 10 km da fronteira com a Argélia. Dizem que, na antiguidade, Chebika foi o posto romano de Ad Speculum e mais tarde, o abrigo do povo berbere (referem-se ao conjunto de povos do Norte de África que falam línguas berberes, da família de línguas afro-asiáticas). A paisagem é fascinante, composta por uma aldeia em ruínas, pequenas cascatas, oásis de montanha e lindos palmeirais onde são produzidas tâmaras, além de outros frutos típicos da região. Para quem não sabe, este local também foi palco das gravações dos filmes Star Wars, Nova Esperança e O Paciente Inglês. No geral, o acesso é feito com guia em um jipe 4×4.

Vila de Sidi Bou Said


Situada na Costa Mediterrânea com visual arrebatador para o Golfo de Tunes, Sidi Bou Said está entre os destinos mais encantadores da Tunísia. Partindo da capital Tunes, no extremo nordeste do país, são pouco mais de 15 km de viagem. Uma vila pitoresca que, perder-se pelos seus becos e ruelas, torna-se a melhor forma de explorá-la. Uma vez ali, não deixe de conhecer o Café dês Nattes – um espaço agradável, frequentado na década de 20 por vários artistas famosos como Simone de Beauvoir e Jean Paul Sartre.

Hammamet: Principal balneário tunisiano, é a cidade que conta com o maior número de hotéis e resorts costeiros. Possui uma bela medina (parte antiga da cidade, situada entre muros, onde podem ser encontrados produtos e artesanato típicos tunisianos). A proximidade em relação à capital (cerca de 40 minutos de carro) a torna um destino também muito procurado pelos tunisianos (sobretudo aos finais de semana).

No último dia 25 de julho, morreu o presidente da Tunísia, Béji Caïd Essebsi, aos 92 anos. O Presidente era veterano político e o mais velho chefe de Estado em exercício no mundo, depois apenas da rainha da Inglaterra, Elizabeth II.

A Tunísia tem sítios arqueológicos importantes, lindas praias de mar verde-safira e um povo acolhedor: o estrangeiro não sofre o intenso assédio que ocorre no Marrocos. A infra-estrutura turística do país, por vezes precária, tem melhorado nos últimos anos. A Tunísia é bem servida de meios de transportes e o país pode ser percorrido facilmente de ônibus, trem ou carro, não sendo necessário pegar uma excursão”. (Site Manual do Turista)

Quem Somos :

A Revista TUDO chegou e revolucionou! Com uma proposta diferenciada traz inovação, ousadia, serviço e mais Informação para você, leitor! Muito além de mais uma revista regional, a TUDO mostra o que a Região tem de bom, o que precisa ser melhorado e as necessidades de seus moradores. Somada a esta prestação de serviço, apresenta uma síntese dos fatos mais importantes que acontecem no Brasil e no mundo, sem contar os assuntos de interesse geral que estão em evidência na atualidade. Leia Mais

Contatos: 

  • E-mail: contato@revistatudo.com.br
  • Tel: 11 4617-4873

Distribuição Gratuita:

  • Condomínios e pontos comerciais instalados na Granja Viana, Ao longo  da Rodovia Raposo Tavares, Cotia, Caucaia do Alto, Vargem Grande Paulista, Embu das Artes, Jandira, São Roque, Vila S. Francisco, Alphaville e Aldeia da Serra

 


logo

Horário de Atendimento:  

  • SEGUNDA-FEIRA    09:00 ÀS 17:00
  • TERÇA-FEIRA          09:00 ÀS 17:00
  • QUARTA-FEIRA        09:00 ÀS 17:00
  • QUINTA-FEIRA         09:00 ÀS 17:00
  • SEXTA-FEIRA           09:00 ÀS 17:00

A Revista Tudo é uma publicação da Editora Tudo: Av. São Camilo, 980 Shopping Granjardim Granja Viana - Cotia

Privacidade:

  • O website da  "Revista Tudo" zela pela privacidade e proteção dos dados pessoais de seus clientes e visitantes, mantendo assim a relação de confiança, respeito e transparência. Apenas pessoal qualificado e autorizado tem permissão para acessar os dados coletados.
  • Em nenhuma circunstância, tais informações são vendidas ou compartilhadas com terceiros.

 powered1