Chega o verão e parece que o nosso paladar muda. Queremos mais frutas, sucos, coisas geladinhas e refrescantes e, claro, saladas. E cada vez mais as saladas estão elaboradas e cheias de novidades. Foi-se o tempo em que alface e tomate apenas eram considerados salada. Hoje em dia, os ingredientes são muito diversificados e a criatividade dos chefs vai longe para criar sabores inusitados que fazem com que a salada não seja uma entrada ou acompanhamento, mas sim o prato principal.

Você sabia?

Os primeiros indícios de consumo de salada datam do ano de 600 a.C. com os persas. Este prato esteve também presente na gastronomia do período tardio do Antigo Egito, onde a cultura de frutas e hortaliças, como a alface, era comum entre os agricultores.

A etimologia da palavra vem do italiano insalata (literalmente “salgada”), termo que designava um prato de legumes salgados e condimentados que surgiu durante o Renascimento. Inicialmente, os legumes eram cozidos e curtidos no vinagre e na salmoura, como uma espécie de picles; no entanto, o prato logo passou a ser feito com legumes crus, dentro da antiga tradição romana, temperados com sal, azeite e vinagre.

Mas mesmo com tanta variedade e possibilidades para a salada, ainda há quem ache o prato sem graça e “coisa de gente que faz dieta”. Não mesmo!!! Confira algumas dicas para sair do óbvio, variar texturas e sabores e ter uma salada apetitosa e saudável.

Variedade de folhas

Capriche na quantidade de folhas, pois elas são ricas em fibras e dão saciedade. Algumas opções são alface lisa, frisé, rúcula, agrião, escarola e espinafre.

Carboidratos do Bem

Inclua legumes cozidos como cenoura, beterraba, tomate, milho e ervilha – fontes de vitaminas e ajudam na saciedade.

Frutas para dar cor e sabor

Quanto mais colorido for o seu prato, mais nutritivo ele será. Você já ouviu essa máxima, né? Por isso, uma boa opção é incluir as frutas no cardápio.  Cítricas, tropicais ou doces? Você escolhe. Vale kiwi, manga, abacaxi, cereja e até as secas, como uva passa ou damasco. 

Crocância!

Experimente acrescentar sementes, frutas oleaginosas e delícias que estalam, como lascas de amêndoas, pedaços de castanhas e nozes. Elas fornecem carboidratos, gorduras saudáveis, fibras e minerais, além de estalar na boca e potencializar os sabores!

Sustância!

O nosso organismo tem uma dificuldade 30% maior de digerir as proteínas do que processar as gorduras e os carboidratos, o que acelera a queima das gordurinhas estocadas. O nutriente aliado dos músculos ainda prolonga a sensação de saciedade e dá firmeza à pele. Frango, ovo, ricota e kani kama são boas fontes de proteína e combinam bem na salada. Mas você pode ousar com cogumelos, grão de bico, atum e queijos variados.

Sabor!

Comida sem tempero é como namoro sem beijo – não tem graça! Por isso, o molho da salada é que fará ela ser um sucesso ou um fracasso. Abuse dos temperos secos e frescos e aposte em ingredientes diferentes como mostarda, mel ou iogurte. Sair do óbvio é o que dará o toque especial ao seu prato.

Papel e Caneta na mão para conferir esta receita super inspiradora.

Salada Tropical com Geleia de Banana

* pela chef Madu Melo, do Mandioca Cozinha 

Ingredientes
2 maços de alface higienizados

1 cenoura higienizada em rodelas bem finas

1 beterraba pequena higienizada em rodelas bem finas

2 tomates assados

2 alhos assados cortados ao meio

Lascas de queijo tipo parmesão, a gosto

8 fatias de pão de mandioca ou outro de preferência

4 colheres de sopa de geleia de banana

Azeite do cozimento do tomate e alho

Flor de sal a gosto

Geleia de banana

3 bananas bem maduras, quase podres

200 ml de suco de laranja

½ xícara (chá) de açúcar

1 canela em pau

Uma pitada de sal

Modo de preparo

Geleia de Banana: Em uma panela, adicione todos os ingredientes e leve ao fogo médio. Ao levantar fervura, baixe o fogo e mexa sempre para a banana não grudar no fundo da panela. Quando as bananas estiverem totalmente desmanchadas e em ponto de geleia, desligue o fogo, transfira para um recipiente de vidro e armazene em geladeira por até sete dias. 

Salada: Com as mãos, corte as folhas de alface de forma grosseira. Caso queira montar cada salada em um prato, considere 1/2 maço para cada pessoa. Em cima das folhas, disponha as fatias de cenoura e de beterraba, o alho e os tomates assados e as lascas de queijo.

Ao lado, disponha as fatias do pão de mandioca, sendo 2 por pessoas, com a geleia de banana em um potinho ou em cima dos pães. 

Para temperar a salada, use o azeite que sobrou do cozimento do tomate e alho, ou o azeite de sua preferência, e flor de sal a gosto.

 

 

 

Abrir Chat
Precisa de Ajuda?
Como podemos ajudar?