Duas ilhas, dois países, uma única viagem

Apesar da sonora perfeita que até parece que estamos falando de um único local, saibam: Córsega e Sardenha são ilhas diferentes, independentes uma da outra e cada uma fica localizada em um país europeu. Sardenha pertence a Itália, enquanto Córsega está localizada em solo francês.
E tudo, nelas, é fascinante.

Doze quilômetros de Mar Mediterrâneo separam uma ilha da outra.

Como o acesso entre elas é realmente fácil, seja por mar ou por terra (e para brasileiros não há restrição de visto), o ideal é aproveitar uma mesma viagem e conhecer as duas.

O trajeto de ferry (balsa) de uma ilha para a outra é feito entre as cidades de Bonifácio (Córsega) e Santa Teresa di Gallura (Sardenha).

Córsega

Um destino doméstico e encantador, na ilha francesa é possível encontrar turistas do próprio país por todos os lados. Portanto, é importante (mas não uma obrigação) dominar a língua local já que poucos nativos e moradores falam inglês. Se vc não arranha nada em francês, a comunicação pode ser um pouquinho difícil. Pelo menos um “bonjour” será educado da sua parte.

Por ser a terra natal de Napoleão Bonaparte, imperador e líder da revolução francesa, os corsos são dotados de muita história e patriotismo. Ironicamente, foi ele, Napoleão, por causa de sua ambição, quem arruinou o sonho de independência de Córsega e a devolveu para a sua “mãe adotiva”, a França. Portanto, quem é aclamado por lá é o italiano Pascal Paoli que redigiu a primeira constituição democrática do mundo e foi o responsável pela breve independência de Córsega.

É bastante fácil de chegar na ilha. Fácil mesmo! Há quatro aeroportos, localizados em pontos estratégicos: Figari, ao sul; Ajaccio, a sudoeste; Calvi, a noroeste; e Bastia, a nordeste. A exemplo da Sardenha, para a Córsega empresas de aviação também oferecem voos partindo de diversas cidades da Europa, além de ser possível chegar a bordo de ferries (balsas operadas por diversas companhias, dentre elas a Moby e a Corsica Ferries) vindas de cidades do sul da França e da própria Sardenha, como mencionamos na matéria.
Corte, capital, é encantadora; um povoado vivo, onde as crianças brincam até tarde da noite, quando faz tempo bom.

As montanhas, com seus 1.700 picos, que oscilam entre 300 e 2.710 metros de altitude, conferem a Córsega um caráter firme e nobre, razão pela qual era chamada pelo geógrafo alemão, Ratzel, de “montanha no mar”.

Legitimada pelo estômago

A gastronomia não deixa dúvida de que estamos na França. A carta de vinhos rosés não tem fim e harmoniza com a variedade de embutidos de porco e representações de queijo de cabra acompanhados de mostardas e foie gras (chique, benhê).

Em Bonifácio, para comer, os restaurantes Kissing Pigs (no porto) e Stella D’Oro (no centro histórico) oferecem pratos típicos deliciosos, como a berinjela à moda local e o ravióli recheado com queijo de cabra típico. Se estiver de Lua de Mel ou numa viagem romântica, dê uma esticada até as cidades de Porto e Calvi. A última é uma cidade murada e onde fica o restaurante A Candella, perfeito para um jantar romântico e à luz de velas, com vista panorâmica para o golfo.

Turistando

Alugar um poçante econômico pode ser uma ótima pedida, assim, você conseguirá visitar vários lugares no mesmo dia. O transporte público por lá não colabora e quem depende dele perde tempo. Ah, e de carro dá pra ir parando e fotografando aquelas paisagens que parecem desenhos.

Uma notícia bem boa é que é possível alugar o veículo em uma ilha e devolver na outra! Top, né?!

Pra quem gosta de bater perna, nossa dica é: coloque rodinha nos pés. É lojinha que não acaba mais, todas preenchidas de boas lembranças pra se levar de Córsega. As praias são um espetáculo à parte, com águas quentes e areia branquinha, branquinha. Faça “day trips”. Aproveite as inúmeras possibilidades de praticar esportes radicais.

Explore Bonifácio que, por exemplo, fica no alto de uma montanha, tem um centro histórico super charmoso e um porto que é uma graça.

Não deixe de fazer o passeio de barco pelas Îles Lavezzi (várias empresas operam no porto, com saídas várias vezes ao dia e em horários regulares na alta temporada).

Fica a dica:

Aos motoristas, avisamos: as estradas de Córsega podem oferecer algumas surpresas como animais na pista, curvas sinuosas, buracos, entre outros problemas que mostram que o estado de conservação poderia ser melhor. Ter cuidado é fundamental.
https://m.europcar.com/ (presente nos aeroportos e nas principais cidades).

Hospedagem

Se puder desembolsar uns euros a mais, a dica é o hotel Moby Dick; a diária custa a partir de 1.200 reais o casal e possui serviço de lavanderia, além de todas as outras coisas como wi-fi, serviço de quarto, ar condicionado, entre outros; têm vista para a baía de Santa Giulia, ao sul da ilha.
A coisa mais linda!
Saiba mais: www.sud-corse.com/hotels/hotel-moby-dick

 

Sardenha

Os turistas italianos dominam a ilha e, mesmo com o famoso embromation (em inglês), você conseguirá se comunicar bem, Diríamos que melhor que em Córsega. Por aqui, a simpatia e a vontade louca de se comunicarem, prevalecem.

A beleza das praias deixa qualquer um sem palavras e as águas quentinhas faz o turistas lembrar que assim são as águas do Mediterrâneo, termais e límpidas.

A arquitetura revela vestígios de uma civilização única, a nurágica, à qual pertencem diversas casas e torres feitas com blocos de pedra, presentes em toda a ilha.

Alugue um carro, pelas mesmas razões e condições que em Córsega. Talvez os preços do aluguel mudem um pouco entre uma ilha e outra, mas nada que você gaste muito.
Chegar em Sardenha também é bem fácil. Há três aeroportos na ilha, localizados em pontos estratégicos (Olbia, ao norte; Cagliari, ao sul; e Alghero, a oeste). Assim como em Córsega, recebe voos de outras regiões europeias e as balsas também possibilitam o acesso.

Comer, comer e comer

Se tem uma coisa boa pra se fazer por lá é comer. Olhem… muita comida excelente. Não perca a chance de provar o queijo pecorino sardo, o vinho vermentino, os culingioni (massa parecida com o ravioli, recheada com pecorino), os malloreddus (massa em forma de conchinhas, servida com ragu de linguiça) e a bottarga (o caviar sardo).Sentiu o drama?

Hospedagem

Na região sul, passeie por Cagliari, uma cidadela com ares medievais que oferece toda a infraestrutura necessária para uma boa estadia.

O hotel Residenza Kastru oferece acomodação muito bem localizada e preço razoáveis. As diárias custam cerca de 340,00 para uma pessoa. No site é possível encontrar promoções e condições especiais. www.kastrum.eu

Rolê de de responsa

Indo do sul para o Norte de Sardenha, o ponto alto é a região de Cala Gonone. No porto, faça um passeio de barco (saídas em horários regulares na alta temporada, várias vezes ao dia) até a Grotta Bue Marino (que, além de ser o antigo habitat de uma espécie de foca já extinta na região, abriga formações impressionantes de estalactites e estalagmites), seguindo depois para a remota praia Cala Luna. Já a Oeste, A principal cidade a oeste é Alghero, com o pôr do sol mais lindo do mundo. Lá, procure o restaurante Al Tuguri que oferece uma combinação irresistível de uma estrela Michelin e preços muito convidativos. Experimente a famosa aragosta all’araghese (lagosta à moda local, fresquíssima, servida aberta e temperada apenas com azeite, vinagre e sal).
O norte abriga a região mais famosa da Sardenha, a Costa Smeralda (em feliz analogia à cor do mar), reduto de verão de diversas celebridades. Mas não se assuste! Apesar da pompa, a área conta com ótimas acomodações mais lowprofile a preços bem razoáveis, assim como restaurantes.

Quem Somos :

A Revista TUDO chegou e revolucionou! Com uma proposta diferenciada traz inovação, ousadia, serviço e mais Informação para você, leitor! Muito além de mais uma revista regional, a TUDO mostra o que a Região tem de bom, o que precisa ser melhorado e as necessidades de seus moradores. Somada a esta prestação de serviço, apresenta uma síntese dos fatos mais importantes que acontecem no Brasil e no mundo, sem contar os assuntos de interesse geral que estão em evidência na atualidade. Leia Mais

Contatos: 

  • E-mail: contato@revistatudo.com.br
  • Tel: 11 4617-4873

Distribuição Gratuita:

  • Condomínios e pontos comerciais instalados na Granja Viana, Ao longo  da Rodovia Raposo Tavares, Cotia, Caucaia do Alto, Vargem Grande Paulista, Embu das Artes, Jandira, São Roque, Vila S. Francisco, Alphaville e Aldeia da Serra

 


logo

Horário de Atendimento:  

  • SEGUNDA-FEIRA    09:00 ÀS 17:00
  • TERÇA-FEIRA          09:00 ÀS 17:00
  • QUARTA-FEIRA        09:00 ÀS 17:00
  • QUINTA-FEIRA         09:00 ÀS 17:00
  • SEXTA-FEIRA           09:00 ÀS 17:00

A Revista Tudo é uma publicação da Editora Tudo: Av. São Camilo, 980 Shopping Granjardim Granja Viana - Cotia

Privacidade:

  • O website da  "Revista Tudo" zela pela privacidade e proteção dos dados pessoais de seus clientes e visitantes, mantendo assim a relação de confiança, respeito e transparência. Apenas pessoal qualificado e autorizado tem permissão para acessar os dados coletados.
  • Em nenhuma circunstância, tais informações são vendidas ou compartilhadas com terceiros.

Website desenvolvido por :  powered1