Olha, se tem algo que a história de Agatha Moreira nos ensina é que a vida é uma caixinha de surpresas, que precisa ser desbravada, deslumbrada e vivida.
A menina de Olaria, Rio de Janeiro, filha da motorista Enilda Cerqueira e do comerciante aposentado Antônio Moreira, não precisou soprar as velas e muito menos saber remar. O destino ensinou tudo a ela e os dias foram generosos, com oportunidades que ela agarrou com força, equilibrando a vontade de vencer às doses de sabedoria.
Da garota que aos 13 anos fez o primeiro teste para a Agência Elite – e já foi selecionada para viajar para o estado de São Paulo – à Josiane de “A Dona do Pedaço”, muitas águas rolaram, inclusive dificuldades financeiras que nunca a deixaram desistir. Mas foi lá atrás, ainda bem jovem, que Agatha aprendeu que só conseguiria realizar seus sonhos (que ela nem sabia ainda quais eram) com muito trabalho.
A beleza da moça abriu muitas portas e a carreira de modelo permitiu que ancorasse em portos estranhos e lugares distantes. Na Coreia do Sul, por exemplo, passou seis meses modelando e participando de treinamentos de evacuação caso a Coreia do Norte resolvesse atacar e, assim, ela trabalhou um semestre inteiro com medo de uma bomba explodir seus miolos. O que foi muito legal lá é que Agatha participou do clipe de “Shut up!”, da banda U-Kiss, um dos fenômenos do k-pop e, de anônima, ganhou seguidores do mundo todo. Em 2011 morou em Nova Iorque, onde fotografou para revistas como Vogue e Stylist.
Foi na peça “Os Sete Pecados Capitais”, assistida por ela no Teatro Suassuna, no Rio de Janeiro, que a atriz foi picada pelo bichinho do teatro.
Sem grana para estudar, Agatha foi para os Estados Unidos, sozinha, aos 18 anos, tentar levantar um dinheiro, o que não rolou porque o mercado da moda estava em baixa e o que ela acumulou foram dívidas. De lá, enviou um vídeo-teste para concorrer a uma personagem de Malhação. A resposta: “Agatha, você foi selecionada; volte imediatamente para o Rio de Janeiro e apresente-se à Rede Globo”, o que a fez sentar em uma rua do Brooklyn e soluçar de tanto chorar. 
Bom, daí pra frente muita gente acompanhou essa trajetória.
Confira nas próximas páginas mais do dia a dia dessa vilã que a gente ama – mas que, às vezes, tem vontade de matar – e que leva mais emoção para o horário nobre de milhares de brasileiros.  Capricorniana arretada essa.

Em família
Agatha foi fazer um teste na Agência Elite por indicação de sua tia, Lea Felippo, mãe da atriz Samara Felippo.

Você fez muito sucesso em “Verdades Secretas” (2015) e cresceu muito como atriz com outros personagens; agora, está no ápice de sua carreira como a Josiane, na novela das nove. Como enxerga essa aposta da emissora em você?      

Estou com 27 anos, sendo sete de casa com sete novelas, uma por ano; tudo está caminhando para uma crescente muito bacana; eu tive tempo para cada personagem amadurecer, ter importantes experiências profissionais e aprender cada vez mais. Nunca me senti jogada num lugar que não fosse capaz de ocupar e isso é muito bom. Eu tenho sorte por ter recebido os presentes que foram as minhas personagens e por terem sido completamente diferentes umas das outras; todas foram um desafio.           

 

As pessoas comentam sobre a possibilidade de “Verdades Secretas” ganhar uma segunda temporada.   

Eu ia amar fazer, ia ser muito bom; essa semana algumas pessoas me perguntaram sobre essa novela, porque foi muito marcante para elas. Durante as minhas férias em Joanesburgo, na África, uma garçonete me reconheceu e falou da personagem. Na época de “Verdades”, fomos receber o Emmy em Nova Iorque e, pelo menos umas três pessoas de lugares diferentes do mundo, me abordaram. É muito legal porque a gente não tem essa noção quando a novela vai para outros países. Eu até brinquei com os meus amigos na África; estávamos dentro de um mercado e eu fiquei correndo pelos corredores, rindo muito e dizendo que ninguém ia me reconhecer, mas, agora, vamos repensar nessa história (risos). 

 

Embora você tenha interpretado uma vilã em “Verdades Secretas” e “Novo Mundo” (2017) como tem sido viver a Josiane em “A Dona do Pedaço”, essa vilã tão inesperada na sua carreira? 

Essa personagem me assusta (risos). Ela não tem escrúpulos; é uma pessoa que não conseguiu entender ainda o que é o sentimento de culpa e empatia. Ela faz coisas terríveis que realmente me impressionam. Na verdade, ela entende as consequências de tudo que faz e o que isso vai causar, mas não sente culpa, não se importa em machucar o outro e consegue dormir tranquila.          

Quais foram as personagens que inspiraram essa vilã tão odiada?  

Olha, eu assisti a muitos filmes e séries. Em cada um deles eu peguei algo diferente, seja na interpretação, no sentimento, na trama. Eu gostei do filme “A Malvada” (1951) que é um clássico; a personagem tem muito a ver com a Josiane. Assisti também “Precisamos falar sobre Kevin” (2012), pra entender essa relação esquisita de mãe e filha.

Sua parceria com o Gianecchini vem desde “Verdades Secretas”, o que facilita e muito na hora das cenas mais quentes. O que você faz normalmente para ficar mais relaxada?         

Eu amo o Giane, ele é um parceiro muito generoso, temos intimidade em cena para fazer esse casal; está tudo certo entre a gente. Eu pensei que fosse ficar com vergonha porque sou um pouco tímida com o meu corpo e tudo mais, mas na hora do ‘gravando’, é a personagem. O Giane é um fofo; ganhei um parceiro pra vida.   

Em que momento da sua vida você se sentiu dona do pedaço?        

Tiveram dois momentos: o primeiro foi quando eu saí do Brasil com 17 anos para trabalhar; o segundo foi quando pude alugar o meu apartamento sozinha, a minha casa, sentir a sensação de “esse pedaço é meu” (risos).

Você e o Rodrigo (Simas) também fazem um belo casal.

Pois é! É aquela fase da vida que eu não preciso nem te dizer o quanto estou feliz porque a felicidade está estampada na minha cara.

O trabalho de um ator está sempre em avaliação, recebendo críticas alheias; como você enxerga essa questão?      

Eu lido muito bem com as críticas, mas as desconstrutivas entram por um ouvido e saem pelo outro. Se você falar para mim que não gostou de determinada cena por causa disso e aquilo outro é uma coisa, tudo faz a gente aprender; eu peço para as pessoas que tenho mais intimidade que façam críticas porque fazem o nosso trabalho melhorar; não é só ficar elogiando, não é só de elogios que construímos uma carreira. 

A gente sabe que a rotina de gravação de uma novela do horário nobre é bastante puxada. Como tem sido a sua vida social nesses últimos dias?      

A minha vida social é um problema porque sou capricorniana, gosto de trabalhar, trabalho muito mesmo, a minha profissão vem sempre em primeiro lugar. Acaba não sobrando muito tempo para os amigos que me mandam mensagens falando que sou desnaturada (risos), mas sempre tento dar um jeitinho… Eu já perdi aniversário de mãe, de irmão, de todo mundo da família (irão me deserdar), mas eles sempre entendem. Na minha vida eu tive que aceitar que não dá para planejar nada.

Para viver a Josiane você fez uma mudança radical nos cabelos, já que para os outros personagens ele sempre estava mais comprido. Você já tinha usado cabelos mais curtos assim?

Nem quando eu era criança tinha usado um cabelo tão curto assim, mas estou amando, quero cortar mais; todo mundo me perguntou se eu me acostumei rápido e eu digo que não levou nem dez segundos; já saí do cabeleireiro dizendo que era libertador. Eu adoro mudar porque sou uma pessoa não muito corajosa, mas, para o personagem, eu entro de cabeça, seja no que for, topo tudo, adoro quando tenho que fazer alguma transformação.          

A maioria das atrizes procura cuidar do corpo, cabelo, praticar uma atividade física, controlar a alimentação. Como é a Agatha Moreira com esses cuidados do dia a dia?
Eu não sou nenhuma paranoica, mas tenho os meus cuidados; eles são necessários, principalmente, para nós que trabalhamos com imagem, usando produtos no rosto e no cabelo o tempo inteiro. Passamos muita maquiagem no rosto todos os dias, volta e meia aparece uma alergia, por isso, tenho cuidado em tirar a maquiagem toda noite, lavo bem o rosto sempre que chego em casa e quando acordo também.

Quanto à alimentação, eu preciso do carboidrato sempre; dou preferência para o arroz integral ou algo do tipo e, no fim de semana, não estou nem aí (risos). Eu pratico atividade física, me apaixonei pela dança, que deixa o corpo incrível, queima muita caloria e é um exercício aeróbico que vocês não tem ideia. Eu também gosto de andar de bicicleta, patins, caminhar ao ar livre.

Já que sua personagem é uma digital influencer, conte aí: o que não pode faltar em seu guarda-roupa?          

Bota, até no verão dá para usar, quer dizer, no Rio de Janeiro não é um verão muito tranquilo (risos), mas em São Paulo é possível; eu posso usar todas as minhas botas, meus casacos, minhas roupas de inverno. Eu nunca contei a quantidade de sapatos, mas estou sofrendo para guardar (risos); bota principalmente porque ocupa muito espaço. Eu gosto muito de São Paulo; adoro a parte gastronômica e a moda cosmopolita porque você anda pelas ruas e vê as pessoas muito bem vestidas, produzidas; no Rio não tem muito o que fazer por causa do calor, é no máximo uma regatinha. Isso não quer dizer que eu ache o verão ruim (risos).

Quem Somos :

A Revista TUDO chegou e revolucionou! Com uma proposta diferenciada traz inovação, ousadia, serviço e mais Informação para você, leitor! Muito além de mais uma revista regional, a TUDO mostra o que a Região tem de bom, o que precisa ser melhorado e as necessidades de seus moradores. Somada a esta prestação de serviço, apresenta uma síntese dos fatos mais importantes que acontecem no Brasil e no mundo, sem contar os assuntos de interesse geral que estão em evidência na atualidade. Leia Mais

Contatos: 

  • E-mail: contato@revistatudo.com.br
  • Tel: 11 4617-4873

Distribuição Gratuita:

  • Condomínios e pontos comerciais instalados na Granja Viana, Ao longo  da Rodovia Raposo Tavares, Cotia, Caucaia do Alto, Vargem Grande Paulista, Embu das Artes, Jandira, São Roque, Vila S. Francisco, Alphaville e Aldeia da Serra

 


logo

Horário de Atendimento:  

  • SEGUNDA-FEIRA    09:00 ÀS 17:00
  • TERÇA-FEIRA          09:00 ÀS 17:00
  • QUARTA-FEIRA        09:00 ÀS 17:00
  • QUINTA-FEIRA         09:00 ÀS 17:00
  • SEXTA-FEIRA           09:00 ÀS 17:00

A Revista Tudo é uma publicação da Editora Tudo: Av. São Camilo, 980 Shopping Granjardim Granja Viana - Cotia

Privacidade:

  • O website da  "Revista Tudo" zela pela privacidade e proteção dos dados pessoais de seus clientes e visitantes, mantendo assim a relação de confiança, respeito e transparência. Apenas pessoal qualificado e autorizado tem permissão para acessar os dados coletados.
  • Em nenhuma circunstância, tais informações são vendidas ou compartilhadas com terceiros.

 powered1