A RÚSSIA QUE MARCOU UM GOLAÇO | Revista Tudo


O país mais enigmático do mundo se prepara para receber sua primeira Copa do Mundo.
A promessa é uma só: surpreender

É ano de Copa do Mundo. No próximo mês, o mundo todo estará voltado para um dos lugares mais emblemáticos do globo terrestre: a Rússia.

Estereótipos à parte – quem aí já não ouviu que russos são movidos a vodca ou que na Rússia não existe outra estação senão o inverno? – a gigante europeia deixa, verdadeiramente, qualquer um boquiaberto. A começar, justamente, pelo tamanho.

Acredite ou não, o título de maior país do mundo não é por acaso.  O território russo possui incríveis 17 milhões de km² – o equivalente a dois “Brasils” – e está localizado em uma área batizada de “Eurásia”, pois ocupa grande parte da Europa Oriental e o Norte da Ásia. As capitais Moscou e São Petersburgo – as duas principais e maiores cidades –, ficam na parte europeia e abrigam cerca de 80% da população. São também as que recebem o maior número de turistas.

“Turistar” pela terra de Dostoievsky, Tolstoi, Tchaikovsky e Sharapova – gigantes da literatura, música e esporte, respectivamente – é uma odisseia cheia de surpresas que vão desde o alfabeto e a infraestrutura (um tanto confusa, porém, interessantíssima), até seu próprio povo – complexo, culto e, ao seu modo, muito bem-humorado.

Caso pretenda conhecer o país fora do período da Copa do Mundo, nossa dica é que você reserve sua estadia com pelo menos três meses de antecedência. No entanto, se os seus planos são para esse grande evento, corra e faça já sua reserva! Desde que o sorteio dos jogos foi feito, em dezembro do ano passado, a busca pelo destino não para de crescer, e como sabemos, os melhores hotéis são sempre os primeiros a ficarem lotados.

Nossa sugestão é uma viagem de pelo menos uma semana. As paradas obrigatórias, como dissemos anteriormente, são Moscou e São Petersburgo. Ambas surpreendentes – historicamente, culturalmente e gastronomicamente falando. Caso sobre tempo e disposição, os lagos e igrejas da Karelia, junto à fronteira com a Finlândia, também são ótimas pedidas.

Já para os fãs de Ballet, o Teatro Bolshoi é im-per-dí-vel. A casa do melhor ballet do mundo é impecável. Chega a ser visceral. Sendo assim, conseguir um ingresso para assistir a um de seus espetáculos, provavelmente, será uma das experiências mais fantásticas que essa terra gelada proporcionará.

O restante a equipe da TUDO te mostra a seguir, num compilado de informações escolhidas a dedo para que você leia a matéria e, ao mesmo tempo, faça as malas.

DOBRO POZHALOVAT, MIR! (BEM VINDO, MUNDO!)

No quesito economia, os russos passaram longe – que bom para nós. A infraestrutura dos estádios é impressionante. Todos eles foram testados e oferecem condições mais do que satisfatórias para o público. A segurança nas arenas e em seus arredores também passou no teste. Ponto russo!

Em um mês de competição – 14 de junho a 15 de julho – serão 32 seleções e 48 jogos. A Rússia, como país-sede, faz o jogo de abertura no estádio Luzhniki, em Moscou, contra a seleção da Arábia Saudita. A seleção brasileira, por sua vez, estreia no dia 17 de junho, em Rostov-on-Don, contra a Suíça.

Os ingressos serão divididos em quatro categorias, sendo três delas para pessoas que não moram na Rússia. Na primeira categoria, a mais cara de todas, os preços variam entre 210 dólares (653 reais) e 1100 dólares (3.423 reais). Já a segunda categoria tem ingressos de 165 dólares (513 reais) a 700 dólares (2.200 reais). No caso da penúltima e mais barata categoria, os preços variam entre 105 dólares (326 reais) a 455 dólares (1416 reais). Por fim, a quarta e última categoria é destinada aos conterrâneos. Os preços? De 1.280 rublos (69 reais) a 7.040 rublos (380 reais).

Todos os jogos terão início entre 9h e 15h (horário de Brasília). Confira a lista completa dos estádios:

  • Moscou: Estádios Luzhniki e Spartak;
  • São Petesburgo: Arena Zenit;
  • Cazã: Kazan Arena;
  • Docih: Fisht Stadium;
  • Caliningrado: Kaliningrad Stadium;
  • Níjini Novgorod: Niznhy Novgorod Stadium;
  • Samara: Samara Arena;
  • Volvogrado: Volgograd Arena;
  • Saransk: Mordovia Arena;
  • Rostov-on-Don: Rostov Arena;
  • Iecaterimburgo: Ekaterinburg Arena.

 

DESEMBARQUE

Não há voos diretos do Brasil para a capital da Rússia, Moscou. Para desembarcar por lá, é preciso pegar um voo com conexão nas mais diversas capitais europeias, como Amsterdã, por exemplo. Moscou possui três aeroportos e a empresa Aeroflot é a principal de aviação do país. Uma sugestão para aqueles que já estiverem no Velho Continente e desejam economizar é voar por empresas “low cost”, como a Estonian Air – partindo de Amsterdã; a Easyjet com voos saindo de Londres; e a Aigle Azur, que parte de Paris.

Já em relação a São Petersburgo, a segunda cidade mais importante da Rússia, a principal porta de entrada para quem vem de fora do país ou de cidades-sede mais distantes é o Aeroporto Internacional Pulkovo. O local é acessível por carro, entre 30 e 60 minutos, até o centro histórico de São Petersburgo (dependendo do trânsito), ou transporte público.

Falando nisso, há 3 opções de transporte público: ônibus – linha 39; ônibus expresso – linha 39Ex e Minivan – linha K39. O horário de funcionamento do ônibus comum é de 5h30 às 01h30 com intervalo entre 12 e 20 minutos. O ônibus expresso funciona de 5h25 às 00h20 com intervalo entre 25 e 30 minutos. Já as vans saem de 5 em 5 minutos e funcionam das 7h às 23h30. Todos eles custam 40 rublos (menos de 1 real) e levam até a estação de metrô Moskovskaya.

A partir desta estação é possível chegar a qualquer lugar da cidade. O Metrô de São Petersburgo é bem planejado e amplo, apesar de não ser tão grande quanto o de Moscou. A estação Moskovskaya funciona das 5h30 às 00h30. Outra boa opção é pedir um UBER.

Quanto a melhor época para visitar o país, certamente não é, nem de longe, no inverno, que tem duração de cinco meses, iniciando em meados de novembro e se estendendo até o fim de março. O inverno russo é um dos mais rigorosos do mundo. O ideal é ir no fim da primavera, no verão ou no começo do outono.

RECARREGANDO AS ENERGIAS
Em ambas as cidades – Moscou e São Petersburgo – você encontrará uma grande variedade de acomodações. Das mais simples as mais sofisticadas. Separamos algumas delas:

– Moscou
Izmailovo Alfa Hotel – Localizado na área verde do Parque Izmailovsky, O Izmailovo oferece quartos sofisticados e muito confortáveis. O local fica a 50 metros da Estação de Metrô Partisanskaya e a 15 minutos de carro do centro de Moscou. O hotel oferece Transfer, academia, piscina, bar, restaurante e wi-fi grátis. Diárias a partir de 187 reais.
Vá lá: zmaylovskoye Shosse, 71 корпус а – 105187 / Telefone+7 499 166-46-27
alfa-hotel.ru/en/

– São Petersburgo
Alisa Hotel – Localizado na região central de São Petersburgo, o Alisa oferece quartos com isolamento acústico, Wi-Fi gratuito, recepção 24 horas e cozinha compartilhada. A Catedral Smolny e a Estação de Trem Moskovsky estão a 15 minutos a pé. Café da manhã grátis. Diárias a partir de 80 reais.
Vá lá:   7-я Советская ул., 9 – 191036 / Telefone+7 960 283-57-53
alicehotel.business.site/

GASTRONOMIA
Antes de listarmos os melhores restaurantes de Moscou e São Petersburgo, temos uma revelação a fazer: o strogonoff, unanimidade entre nós brasileiros, é russo!
Pronto, agora podemos voltar à lista:

– Moscou
Café Pushkin – Um dos restaurantes mais famosos de Moscou, o Pushkin está localizado em uma mansão. Seus vários ambientes emanam uma elegância e um arzinho nostálgico, que dá um charme a mais. Cada um de seus salões tem um tema: biblioteca, farmácia, sala de jantar e assim por diante. A comida é tipicamente russa, portanto, prepare-se para uma experiência e tanto. Ah! Não esqueça de fazer reserva. Pratos a partir de 80 reais.

– São Petersburgo

Kilikia – O ambiente do Kilikia é de taverna e os preços, ahhh os preços… São supercamaradas! No menu estão carnes cozidas, sopas, saladas bem e pães artesanais. Além disso, pratos da culinária ocidental, como pizzas massas e excelentes vinhos, também estão no cardápio da casa. Preços a partir de 53 reais.

Veja mais opções de hospedagem e gastronomia no APP Tudo.
Baixe. É de graça.

DESBRAVANDO

 – Moscou
Comece seu tour pela Praça Vermelha, o principal ponto de interesse da cidade, tanto pela história quanto pelos monumentos que abriga. O local foi palco da Revolução Russa e dos desfiles militares durante a era soviética. A praça ainda abriga algumas das principais atrações da Rússia – no caso, a Catedral de São Basílio e o Kremlin – residência do presidente, Vladimir Putin.

A Catedral de São Basílio é a famosa “igreja colorida” vista em cartões postais russos, uma catedral ortodoxa russa erguida entre 1555 e 1561 sob a ordem de Ivã IV e que marca o centro geométrico e de crescimento da cidade. A Catedral do Cristo Salvador, também ortodoxa russa, é um ícone do renascimento russo e se destaca pelas cinco cúpulas douradas.

Já para aqueles que gostam de um agito, a noite de Moscou é “mara”! Danceterias e bares ficam disponíveis a noite inteira. Para deleite dos turistas.

– Sochi
Você provavelmente já deve ter ouvido falar nessa cidade russa. Ela foi sede dos Jogos de Inverno 2014. A cidade litorânea – pasme – no sul da Rússia há mais de 1.600 oferece diversas opções para quem curte praia e sol, totalmente diferente do que se espera de um país russo. É também a cidade que vai receber a Seleção Brasileira na Copa do Mundo do 2018!

– São Petersburgo
O Palácio de Catarina, a Catedral de Pedro e Paulo, a Igreja do Salvador do Santo Derramado, a Catedral de Kazan, o Peterhof e o Teatro Mariinsky são também pontos de passagem obrigatório no turismo russo. Já anote aí!
Entre os dias 20 e 21 de junho acontecerá um fenômeno chamado “Noites Brancas”, quando o sol quase não se põe e o dia dura mais tempo. Uma boniteza só!
Inserir foto do fenômeno

Quem Somos :

A Revista TUDO chegou e revolucionou! Com uma proposta diferenciada traz inovação, ousadia, serviço e mais Informação para você, leitor! Muito além de mais uma revista regional, a TUDO mostra o que a Região tem de bom, o que precisa ser melhorado e as necessidades de seus moradores. Somada a esta prestação de serviço, apresenta uma síntese dos fatos mais importantes que acontecem no Brasil e no mundo, sem contar os assuntos de interesse geral que estão em evidência na atualidade. Leia Mais

Contatos: 

  • E-mail: contato@revistatudo.com.br
  • Tel: 11 4617-4873

Distribuição Gratuita:

  • Condomínios e pontos comerciais instalados na Granja Viana, Ao longo  da Rodovia Raposo Tavares, Cotia, Caucaia do Alto, Vargem Grande Paulista, Embu das Artes, Jandira, São Roque, Vila S. Francisco, Alphaville e Aldeia da Serra

 


logo

Horário de Atendimento:  

  • SEGUNDA-FEIRA    09:00 ÀS 17:00
  • TERÇA-FEIRA          09:00 ÀS 17:00
  • QUARTA-FEIRA        09:00 ÀS 17:00
  • QUINTA-FEIRA         09:00 ÀS 17:00
  • SEXTA-FEIRA           09:00 ÀS 17:00

A Revista Tudo é uma publicação da Editora Tudo: Av. São Camilo, 980 Shopping Granjardim Granja Viana - Cotia

Privacidade:

  • O website da  "Revista Tudo" zela pela privacidade e proteção dos dados pessoais de seus clientes e visitantes, mantendo assim a relação de confiança, respeito e transparência. Apenas pessoal qualificado e autorizado tem permissão para acessar os dados coletados.
  • Em nenhuma circunstância, tais informações são vendidas ou compartilhadas com terceiros.

Website desenvolvido por :  powered1