Garimpando
"Garimpo das verdadeiras Conquistas"

Eu acreditei sim que seria um ano especial,

Eu acreditei sim que seria um ano repleto de altos e baixos,

Eu acreditei sim que seria um ano de desafios e mais desafios.

TUDO aconteceu exatamente como acreditei.

Muito barulho nas ruas, muita gente colocando para fora suas verdades, seus anseios, suas frustrações, seus sonhos, suas metas e convicções.

Talvez nem tenhamos conquistado tudo aquilo que imaginávamos que iríamos conquistar, acho até que perdemos muito, mas com certeza demos um grande passo: iniciamos nosso caminhar em busca de algo maior e mais consistente. Percebo todos mais conscientes, percebo todos mais atentos à realidade que nos cerca, percebo todos encarando de frente o mais simples sem que ele seja o pior. Muito pelo contrário.

Garimpando culturas diversas por onde passei em 2015 como a China, o Qatar, a Espanha, a Bahia, o Canadá e Santa Catarina, pude absorver um pouco mais ainda das luzes de estrelas diversas que vi por aí brilhar. Pessoas estrelas que no dia a dia lutam por um espaço de dignidade, pessoas que realizam de verdade, pessoas que entoam a voz paralelo à própria ação. Não gritam em vão. São católicos, budistas, muçulmanos, protestantes, cristãos, judeus, hinduístas, enfim até mesmo homens sem religião, mas com certeza todos tem Fé na busca de um dia melhor que o outro. Começamos esse movimento também dentro de nós, ou seja, avançamos nessa grande conquista.

Talvez o Natal e o Réveillon agora não sejam tão fartos de presentes, comidas e enfeites nababescos mas provavelmente serão festas regadas a muito calor humano, abraços, beijos e palavras de puro afeto.

Se você é daquelas pessoas que ama presentear e sente um vazio em não realizar esse ato porque não faz um exercício especial? Combine com sua família e seus amigos que você dará algo seu, algum elemento de seu acervo pessoal para alguém especial, trocando além do presente material a história de onde aquilo veio e o sentido disso na sua vida. Não é o máximo? Uma troca incrível de amor e energia além da verdadeira entrega humana.

É isso que desejo a todos: que garimpem mais e mais, bem lá no fundo seus mais guardados bons sentimentos, suas mais esquecidas boas lembranças e suas mais adormecidas incríveis energias para simplesmente, COMPARTILHAR!

Sigam em frente, que a gente ainda terá muitos motivos para brindar sempre!!!


Marcelo Sampaio

Chef Blogueiro, Produtor Eventos e Consultor Mercado Luxo

+5511 3021.0116

www.garimpando.life

insta: marcelosampaio13 / garimpandoms

fanpage face: garimpando com marcelo sampaio

 2016 COM MUITOS GARIMPOS ESPECIAIS!!!

 
Canadá, um País que sorri! – Parte 2

Nosso Garimpo por esse incrível país continua: Ottawa, a pitoresca e clássica capital. Extremamente arborizada, a cidade é deliciosa para caminhar.

O Parlamento é simplesmente um tesouro nacional. Fiquei embasbacado com nosso tour interno e ali tive a certeza da organização política do país com uma história digna de todos os louros.

Passear de barco pelo Rio Ottawa é sublime. Podemos atravessar para o outro lado e chegar a Província de Quebec.

Ottawa é uma cidade com diversos parques e jardins, entrecortados pelo canal Rideau, inaugurado em 1832. Ainda hoje o canal permanece aberto à navegação e suas comportas e eclusas próximas ao nosso sofisticado hotel Westin são fantásticas.

Um dos locais interessantes para se visitar é o “ByWard Market”, o mais antigo mercado de produtos típicos do Canadá. Queria comprar TUDO! O mercado fica localizado num bairro super bacana repleto de lojas e bares interessantes. Dois outros locais me encantaram: o prédio da Galeria Nacional de Arte à beira do rio com sua estonteante arquitetura e o único Museu da Aeronáutica com aviões de desde o início do século passado. Nesse Museu da Aeronáutica voei sobre toda a cidade por 40 minutos num monomotor de 1930, tipo Aviador do filme “O Paciente Inglês”, com direito a capuz de couro e máscara, afinal o mesmo era completamente aberto. E as manobras no ar, Dio Santo!!!

De lá partimos para a cidade que pulsa: Toronto. Gente, a cidade não para!

Uma mega metrópole super organizada com arranha-céus gigantescos e sua mundialmente famosa CN Tower com mais de 550 metros de altura. Acreditam que fiquei pendurado nela por um cabo de aço? Afinal esse tipo de loucura faz-se uma vez na vida e nunca mais. Por sinal meu apartamento no mega sofisticado e design “Delta Hotel” ficava no 25º andar totalmente de vidro de frente para a Torre absolutamente iluminada. Nada entre eu e ela. Uma intimidade impressionante, hahaha.

Curtimos Toronto intensamente de norte a sul, de leste a oeste, mas um lugar para mim ficou marcado: “Destillery”, um antigo bairro de fabricas e galpões transformado em Espaços culturais, Galerias e Pontos Comerciais Fashionistas. Fora as instalações artísticas espalhadas por todos os lados. Para vocês terem uma idéia, uma fábrica boutique de um chocolate gourmet delicioso chamada “Soma” vive lotada o tempo inteiro.

Toronto é a porta de entrada do Canadá e está acostumada a receber a todos o tempo todo. O povo simpático e sorridente parece que adora viver naquele mundo de diversidades culturais, um mundo para quem tiver boas intenções.

O Museu do Sapato, sim o museu da historia do Sapato é um dos lugares mais inusitados que já visitei, além de altamente sofisticado. Até uns dos primeiros sapatos de Coco Chanel encontram-se ali. Que Glamour!

Toronto não tem fim, tem diversidades: gastronomia, moda, arquitetura e décor, bebidas, carros, arte.

Por fim fomos para nosso ultimo destino desse Garimpo dos Deuses: Blue Mountain. Um refúgio na montanha, dormitório dos Deuses. Montanhas verdes com picos nevados, lagos e vilarejos formam quase que um principado. Frequentado por muitas famílias canadenses e também alguns jovens que buscam excelentes pistas de esqui no inverno, Blue Mountain Village passa o ano inteiro lotado.

Ficamos hospedados no bárbaro “Westin Trillium House”, simplesmente encantador com uma vista prá lá de especial.

Caminhamos muito, respiramos ar puro, colhemos maçãs nos pés, comemos mel puro das fazendas próximas, experimentamos uma gastronomia mais rústica do campo e encerramos com uma experiência que veio mais do que a calhar: um dia completo no “Scandinave Spa Blue Mountain”, ao lado da cidadezinha de Collingwood, com massagens, saunas, banhos, piscinas e cachoeiras.

Como é bom ser recebido num país como o Canadá que abre os braços a todos e lhe diz Welcome com todas as letras sem protocolo, com o coração aberto e o sorriso estampado no rosto!

 Fotos de Tony Liberato

Marcelo Sampaio

Blogueiro, Produtor Eventos e Consultor Mercado Luxo

+5511 3021.0116

www.garimpando.life

insta: marcelosampaio13 / garimpandoms

fanpage face: garimpando com marcelo sampaio

 

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 9 de 12

Indique !