Saúde
DOR NAS COSTAS? PODE SER LOMBALGIA!

Para vencê-la, dê adeus ao sedentarismo…

por Dr. Amaral Filho

 

Há alguns dias você vem sentindo uma dor um pouco acima das nádegas, na altura da cintura, que começa discretamente e vai aumentando até se tornar insuportável? Fique atento! Pode ser que você esteja apresentando um quadro de lombalgia. Não sabe o que é? Eu explico!

Lombalgia é um conjunto de manifestações dolorosas que acontecem na região lombar, decorrente de alguma anormalidade nessa região. O seu diagnóstico pode ser considerado simples, pois seu quadro clínico é constituído por dor, incapacidade de se movimentar e trabalhar.

Durante uma crise dolorosa, permanecer em uma postura inadequada pode provocar o aparecimento da dor e até agravá-la. Obter equilíbrio na coluna vertebral – como, por exemplo, permanecer com uma postura adequada na cadeira do escritório -  não é tarefa fácil.  Excesso ou falta de esforço físico nessas estruturas também podem trazer prejuízos.

A maioria das lombalgias é frequentemente relacionada às posições inadequadas, repetitivas, assumidas no dia-a-dia, associadas às deficiências musculares. Estudos apontam que, em ambos os sexos, tanto o sedentarismo como o trabalho com grandes cargas representam indicadores de risco para esta patologia.

Por isso, a elaboração de programas educativos de prevenção e recorrência da lombalgia deve ser prioridade no dia a dia das pessoas. O exercício físico pode contribuir e muito para tolerar melhor o estresse postura, o que justifica o abandono imediato do sedentarismo.

 

 

Dr. Antônio Ramos do Amaral Filho

CRM 24076

Ortopeda e Traumatologia

Medicina Esportiva

Medicina do Trabalho

e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Consutório: Rua Adib Auada, 35 - Conjunto 106 - Bloco A

Telefone: 11 4551-3051

 
Lente de contato dental: mais uma técnica na busca do sorriso belo Leia +

Por Dr. Ricardo Raitz

Um assunto que está muito na “moda” nos consultórios odontológicos, e frequentemente nas revistas, são as lentes de contato dentais. Essas “lentes” são restaurações ultrafinas de porcelana aplicadas na superfície externa dos dentes anteriores. Muitos artistas e famosos têm recorrido a este artifício com o objetivo de um sorriso belo.

Na verdade, restaurações de porcelana existem há muito tempo. A diferença é que antigamente as porcelanas não suportavam uma espessura tão fina. Hoje é possível confeccionar facetas de até 0,2mm (daí o nome “lente”), o que em tese, evita desgaste de uma estrutura tão preciosa como o dente. Para tanto é fundamental trabalhar com um laboratório de prótese excelente, que juntamente com o dentista, estuda o caso, e desenha o novo dente a ser provado e analisado pelo paciente antes de sua confecção e finalização. No consultório, o dentista vai moldar os dentes com material de altíssima precisão. Depois disso, este modelo será escaneado e uma peça será construída com ajuda de um computador e com o toque final das habilidosas mãos de um ceramista especializado. Dessa maneira, a habilidade e o conhecimento dos profissionais envolvidos são fundamentais para uma peça bem adaptada, bem acabada e bela.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 Próximo > Fim >>

Página 4 de 6

Indique !