Beleza
Sua Pele À Salvo Neste Inverno Leia +

Apesar das temperaturas terem caído bastante nas últimas semanas, a estação mais fria do ano só chegou oficialmente há poucos dias. Nesta época do ano, as pessoas costumam diminuir os cuidados com a pele por associarem hidratantes, tratamentos e, principalmente, protetores solares, ao verão. No entanto, é importante ressaltar que as temperaturas baixas não diminuem o perigo da exposição aos raios solares.

No verão, é mais comum ver as pessoas se preocuparem com proteção solar por conta do calor. Mas independe do termômetro – a radiação ultravioleta B, raios que causam danos à pele, continuam a todo o vapor no inverno.

Segundo pesquisa do Instituto de Ciências Tecnológicas e Qualidade Industrial (ICTQ), cerca de 48% dos brasileiros não têm o costume de passar protetor solar. E essa porcentagem, certamente, aumenta durante o inverno.

Além dos cuidados básicos durante esse período, existem ótimas opções de tratamentos estéticos que são verdadeiros aliados para manter a pele saudável. Alguns deles são:

Peeling de Cristal

Uma esfoliação facial, que trata e previne rugas e espinhas, sem uso de química e renova a pele. Com o uso de uma máquina, os microcristais eliminam as células mortas, a oleosidade e as impurezas.

Não é necessário o uso de anestesia, a recuperação é rápida – basta usar protetor solar e evitar sol por três dias – e o resultado é perceptível já na primeira sessão, apesar de se recomendar o tratamento continuo. O procedimento dura em média 30 minutos.

Peeling Médio

É um tratamento mais agressivo, com uso de ácidos. Existem vários tipos de peelings médios, como o de ácido retinoico, o ATA e o blue peel. Não é necessário anestesia, durante a recuperação a pele pode ficar vermelha e com ardência por dez dias – é recomendado não se expor no sol e usar protetor solar. Na primeira sessão já é possível ver resultados e o procedimento deve ser repetido somente após um mês. Cada sessão dura 40 minutos

CO2 Fracionado

 
Estação Nova, Pele Nova


O verão passou e com ele a saúde da sua pele? Ok.  Na estação mais quente do ano é normal descuidarmos um pouco – a gente se empolga com o sol, a praia e a piscina e acaba se esquecendo dos cuidados diários que devemos ter com ela.

Por isso, quando chega o outono-inverno é comum que os procedimentos estéticos tenham uma alta na procura. E essa é, de fato, a melhor época do ano para investir neles. Como é o caso do peeling químico. Esse procedimento é capaz de amenizar marcas, manchas e outras alterações causadas pelo envelhecimento. O peeling melhora ainda, a aparência e a qualidade da pele.

A estação mais fria do ano auxilia nesse tratamento por ser mais fácil de clarear as manchas e reduzir pequenas imperfeições que, em sua grande maioria, são adquiridas no verão, graças ao excesso de exposição ao sol.

O procedimento está dividido em peelings químicos superficiais, médios e profundos, de acordo com o nível que atinge a espessura da pele. Abaixo conheça mais sobre cada um deles:

Peeling químico superficial - São os que determinam uma aplicação sucessiva que pode variar de 7 dias a 1 mês; não necessitam de nenhum tipo de anestesia; as complicações médicas são raras e têm indicação nas peles com acne, alguns tipos de manchas leves e envelhecimento discretíssimo, que pode ocorrer já a partir dos 30 anos de idade. As substâncias envolvidas mais comuns são ATA, ácido salicílico, ácido retinoico e ácido glicólico.

Peeling químico médio - De aplicação semestral, podem necessitar algum tipo de anestesia, dependendo da tolerabilidade à dor de cada um - desde um creme anestésico, passado de 30 minutos a 1 hora antes da sessão, até sedação leve ou bloqueio anestésico da área a ser tratada.

Peeling químico profundo - Sempre efetuados sob sedação, com algum tipo de anestesia local ou geral, são mais indicados para aquelas peles bem claras e que tenham um grau acentuado de envelhecimento e manchas, a partir dos 50 ou 60 anos de idade.

Em tempo: a recuperação nos dias frios é mais rápida, com menos chances de surgirem manchas e inchaço.

Outros tratamentos de pele bastante procurados são os a laser e o botox. A laser podemos citar o laser fracionado.

laser fracionado é um tipo de tratamento para cicatrizes de acne e rugas profundas. Esse procedimento é feito por equipamentos como Fraxel, pixel e laser de CO² que podem atingir até a segunda camada da pele, promovendo a descamação, renovando as células e estimulando a produção de colágeno.

 Antes desse procedimento é necessário usar cremes preparatórios na pele até três semanas. Para fazer o tratamento, usa-se pomada anestésica e sedativa. O resultado pode ser visível logo na primeira sessão, mas para repeti-la é necessário aguardar até dois meses.

 

Após o procedimento, a pele fica machucada por até cinco dias, formando feridinhas que permanecem por até dez dias no máximo. É recomendado não se expor aos raios solares durante um mês e ficar de repouso completo por até dez dias. Ponto para o inverno!

 Já o botox – um medicamento de origem biológica obtido a partir da bactéria Clostridium botulinum – é ideal para suavizar as rugas dinâmicas, ou seja, aquelas que ficam muito marcadas devido à movimentação dos músculos do rosto, como as da testa e os pés-de-galinha. Ou para as linhas muito evidentes. É necessário reaplicar a cada seis meses para continuar com os efeitos, que, após a aplicação, levam até 48 horas para aparecer.

 Escolha o tratamento certo e faça o seu! Mas atenção: não é por que não estamos mais no verão que os cuidados com a pele devem diminuir. Abuso do protetor solar em todas as épocas do ano! A pele agradece!

 Fonte:

 Dra. Silvia Takakuwa

CREMESP 87.464

Pós-graduada em Dermatologia,Residência em Clinica Médica,Membro da Sociedade de Laser em Medicina e Cirurgia

Medical Laser

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Rodovia Raposo Tavares, km23. Cotia - SP

 

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 13

Indique !