Viajar é preciso
Cingapura


Cingapura

Esse tigre asiático vai te “seduzir”

Luxo, muito luxo e imponência é a síntese desta cidade-estado. Deleite-se com a mordomia e sofisticação de um dos países mais ricos do mundo.

Cingapura viveu altos e baixos por muito tempo. Graças à localização privilegiada junto ao estreito de Malaca, foi ocupada sucessivamente por hindus e javaneses, até ficar sob o domínio do Reino de Srivijaya, que, por sua vez, se tornou vassalo do império javanês dos Majapahit. No século XVI a cidade esteve nas mãos do sultão do Johore, e foi nessa época que caiu numa era de acentuada decadência enquanto a vizinha Malaca enriquecia graças à presença de portugueses e holandeses.

Através da figura mítica de Sir Stamford Raffles, representando a Companhia Inglesa das Índias Orientais, que comprou seu porto comercial em 1819, e, posteriormente, em 1824, toda a ilha, ela passou a ser a cidade britânica de referência em todo o Sudeste Asiático, o porto mais importante para o comércio inglês na Ásia e a porta de acesso ao Extremo Oriente. Durante a Segunda Guerra Mundial o território foi ocupado pelos japoneses. Em 1946, voltou ao domínio britânico. Em 1963, quando proclamou sua independência, integrou-se à Federação da Malásia. Dois anos depois tornou-se definitivamente a  República Independente de Cingapura.

{jcomments on}


 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 Próximo > Fim >>

Página 24 de 24

Indique !