Comportamento
De volta aos estudos na Maturidade

Para quem se permite, nunca é tarde!

Por Rita Daher

A exemplo da poetisa e contista Cora Coralina, que aos 70 anos decidiu aprender datilografia para preparar suas poesias e enviá-las aos editores, da cantora e compositora Helena Meirelles que subiu ao palco pela primeira vez aos 68 anos, sem falar do médico Dráuzio Varella, que se tornou maratonista depois dos 50, quero ressaltar as palavras de duas grandes mulheres, que apesar dos pesares jamais desistiram de seus sonhos. Vou contar a história de duas mulheres que conquistaram sua liberdade e satisfação pessoal após os 40, ou seja, na maturidade.

 
As fórmulas do Amor

Por Cintia Baraúna

 Não existe receita mágica para relações saudáveis e duradouras, mas sabemos que para se manter um relacionamento, é necessário existir amor, respeito, paciência, compreensão, tolerância, cumplicidade, amizade e o principal, querer estar com o outro como ele é, sem deixar de se anular.

Para se ter um relacionamento bem sucedido é preciso saber administrar essa relação, deixar que o outro tenha seu espaço e sua individualidade. É preciso ter momentos juntos e especiais diferentes para que a rotina não estrague a relação.

Manter o amor e a felicidade vivos em um relacionamento leva tempo, energia e amor próprio. A maioria de nós provavelmente quer ser amada, querida, desejada, feliz, saudável, rica, bem sucedida e segura.

Com as redes sociais, muitas pessoas expõem demais suas relações confundindo a realidade com a fantasia. Esse pode ser um fator de desunião, pois a relação não precisa ser exposta em redes sociais o tempo todo. A individualidade deve de cada um e a relação que é dos dois deve ser respeitada, sem se ter necessidade de mostrar coisas de intimidades do casal para pessoas que não fazem parte desta união.

“É preciso que homens e mulheres vivam relações de trocas, parcerias e de tolerância às diferenças. Relações mais imaturas são baseadas em competição, poder x submissão, força x fraqueza e esses comportamentos são motivo de afastamento de ambos os parceiros, pois produzem relações hierarquicamente desniveladas.

A chave para relacionamentos duradouros é a maturidade emocional de seus parceiros. O sucesso da relação é o próprio casal que irá descobrir, mas não pode faltar amor, respeito, compreensão, amizade,cumplicidade.

As escolhas serão feitas pelo casal e administradas por ambos.

Podem optar em morar em casas separadas. Essas são escolhas  que, se feitas por eles, terão de ser mantidas e cuidadas.

Para poder relacionar-se com outra pessoa é preciso saber estar junto com certo grau de equilíbrio, no qual ambos permitem-se brilhar. E esse movimento emocional requer certo grau de maturidade e disponibilidade interna emocional de ambos.

Cuide de sua relação com freqüência, a manutenção é fundamental.

“Para se estar junto não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro”.

 

Cintia Grecco da Silveira Baraúna

Psicóloga

Abordagem Cognitivo-Comportamental

Atelier da Granja -4612-7771

 

 

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 6 de 11

Indique !