Moda
Hi-lo: o que é? Como vivem? Do que se alimentam?

Democrática, a moda há tempos deixou de ser um padrão representativo de determinadas classes sociais para se tornar uma manifestação pessoal. Com a infinidade de opções no mundo fashion, as pessoas deixaram a fidelidade a uma única marca e passaram a se aventurar nos mais diversos estilos, rompendo barreiras e condutas de comportamento ao se vestir. O consumidor de hoje é móvel e racional: compara, analisa, reflete, muda de humor, de cor, e muda de marca.

Então o que dita a moda contemporânea é o estilo pessoal, correto? Não. Até para romper conceitos a moda sugere tendências de estilo. E o que há de mais forte é o conceito hi-lo. Da expressão em inglês high-low (alto e baixo), o termo é usado para definir um estilo mashup na hora de montar o seu look misturando peças sofisticadas, descoladas, luxuosas, bem acabadas, de tecido nobre ou marcas caras com roupas básicas, baratinhas, de fast fashion. Faz parte da moda democrática você ficar livre para usar uma camisetinha barata e básica, com uma calça de alfaiataria e uma jaqueta de couro, por exemplo. Isso é hi-Lo!

A regra é clara: simples + sofisticado, clássico + descolado.

O estilo não se limita apenas a esta mistura. Pode e deve ser usado também no mix de tecidos, misturando os tradicionais com os tecnológicos, couro com seda, jeans com paetês. Mesclando os opostos é possível dar mais personalidade ao seu visual, deixando o look mais ousado e ao mesmo tempo confortável. Mas é preciso ter bom senso, pois misturar roupas ou tecidos diferenciados e tecnológicos com peças baratas não é tão fácil quanto parece. Para adotá-lo é preciso ter personalidade e atitude.

Aqui vão algumas dicas para você entrar nesse universo do mashup de estilos e não sair por aí com receio de ter errado feio no visual.

Comece desenvolvendo looks criativos misturando o requintado ao despojado. Junte uma regata básica com um blazer de corte impecável. Some pérolas verdadeiras e pronto, você está hi-lo.

Para você que não larga aquele jeans que veste feito uma luva, esteja hi-lo usando-o sempre com bolsas e sapatos de uma boa marca.

• E o casaquete em paetês que você comprou para impressionar no casamento de sua prima em segundo grau, mas que nunca mais saiu do armário? Basta usá-lo com uma camiseta ou blusinha bem básica ou até mesmo um shortinho jeans destroyed. Capriche no sapato (que pode até ser um bom tênis – limpo.

Saias em tecidos nobres são lindas, femininas mas deixam o visual arrumadinho demais. Que tal usá-las com aquele moletom extra-confortável, descontraído e despojado? Mais hi-lo, incrível e estiloso que isso, impossível. Ah, tem também a opção de usá-las com aquela t-shirt podrinha que quanto mais você usa, mais linda fica.

Os shorts e calças em couro podem formar uma ótima combinação casual para o dia a dia. Combine com camisetas regatas, blusas e casaquinhos de tecido leve. Já pensou em usar um shorts em couro com uma rasteirinha? É verão, é hi-lo, pode! Mas atenção: é proibido usar mais de uma peça em couro no mesmo look, como uma calça e um casaco, por exemplo. A peça deve ser única para se incorporar no visual e brilhar sozinha.

O ponto alto da produção hi-lo são os acessórios. Indispensáveis quando combinados com peças básicas e despojadas. Abuse dos maxi colares quando usar aquela t-shirt off white. Maxi bolsas e sapatos bem elaborados, quando combinados com peças despojadas, imprimem a imagem certa ao mashup.

O segredo: peças atemporais. Seja uma calça de alfaiataria, uma camisa jeans, um blazer ou saia lápis, não esqueça de acertar o tecido certo na cor correta. Nada de peças clássicas nas cores-tendência da estação. Aqui o menos é mais. Quanto mais clássica a peça, melhor.

Agora é sair combinando as peças e montando looks inusitados. Divirta-se, pois você está na moda!

 

Celso Finkler

É publicitário pós-graduado em psicobiofísica

Celso Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

propague.com.br

 

 
E que venham as flores!


 

Me desculpem os alérgicos, mas a primavera chegou. E é nesta estação que a moda apresenta a sua profusão de cores e cortes para enriquecer o seu visual. Apresento algumas das principais tendências da estação.

O mínimo é o máximo - Para esta primavera-verão surge uma mudança no conceito do minimalismo. Enraizado em um ambiente natural, ele vem para definir o novo luxo. Com linhas limpas, texturas orgânicas e uma abordagem suave, o estilo se impõe no uso de roupas leves e soltas ao vento, nos azuis naturais e na abundância de superfícies lavadas e amarrotadas. Quase uma homenagem à brisa do mar! As cores argila, índigo, pedra e azeitona somam-se a esta tendência imprimindo um sentimento zen-moderno às roupas. É a sofisticação descontraída, em que rústico encontra o contemporâneo.

Trend Topics: linho, índigo, amarração, estilo sarong. Os azuis: marinho, desbotado e tons médios, como seaglass e bluebell. Rosa e verde-oliva: algodão, folhas, efeitos, texturas rugosas e malha de pescadores. Listras e estrelas náuticas. Peças-chave: a parka, o vestido com franja, túnica sem mangas, calças de pernas largas com botões marinheiro. Acessórios: gargantilha pingente, sandálias flat e a bolsa de praia em tecido.

Arise style - O espírito boêmio e cigano ressurge através dos locais exóticos e influências ecléticas repletas de espiritualidade. As cores desta tendência são as terrosas: mostarda, vermelho marrom-fundido, terracota e caramujo, usadas nas peças em jacquards, tapeçarias e chifons. As estampas surgem com gravuras de mandalas e elementos étnicos. A novidade é o uso de bordados, lantejoulas, miçangas, franjas, mangas quimono e muito patchwork.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 24

Indique !