Moda


Seja clássico ou despojado, o homem pode e deve assumir seu estilo. Só não pode esquecer alguns conceitos básicos de elegância.

Celso Finkler (*)


Nas minhas pesquisas em busca de valorizar esta matéria ao falar da moda para o homem moderno, me deparei com um grande número de manuais disso e daquilo. De como você deve usar a gravata, como vestir o paletó, quais as peças essenciais para ter em seu guarda-roupas e por aí vai. Só então percebi (ok, estou mentindo... Já sabia disso faz tempo) que para se tornar um ser elegante, não existem regras.
Veja, por exemplo, uma gravata borboleta. Pode ficar absolutamente estranha em você, mas no Jô Soares cai bem. Tudo é uma questão de estilo e como você se comporta vestindo determinada roupa. 
James Dean imortalizou o uso do jeans e da camiseta branca. Mas, na verdade, o que foi imortalizado foi o jeito de ser e não o jeans propriamente dito. O jeans já vinha fazendo o seu relativo sucesso desde o início do século passado.

Mas não se engane. Existem certos conceitos na moda masculina que, quando transgredidos, poderão causar estranheza. Um deles é usar sapato social com meias brancas. Existem outros exemplos como: nunca abotoar a terceira casa do botão do paletó, jamais combinar a cor do cinto com a cor dos sapatos, eliminar de vez os ternos bege de seu closet. Mas tudo isso é influência de um mercado volátil e sempre em constante mutação, que é a indústria de moda. Você pode reparar que o que foi moda nos anos 70 hoje é fantasia de baile do ridículo. Mas nada nos garante que não poderá voltar a ser o suprassumo das passarelas nas próximas estações.
A minha dica é simples: procure ser feliz e demonstre isso no seu modo de vestir. Guarde aquelas roupas que sempre lhe proporcionaram muito conforto e bem-estar e coloque para circular as peças que só fazem número e volume em seu armário. Invista em peças confeccionadas em tecidos naturais e de boa procedência. Muitas vezes, só no toque você já poderá perceber se o produto é de qualidade ou não. 
A roupa certa é aquela que lhe cai bem, que emoldura o seu estilo próprio e o identifica. Cumprindo esses pequenos pré-requisitos você não só estará na moda como nunca deixará de sair dela. 
________________________________________________________

(*) Celso Finkler  é  publicitário, pós-graduado em psicobiofísica, é diretor-executivo da May Harris Comunicação e Fashion Business, além de dirigir a Made in Brazil Models. Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - Tel.: 3795-8217

“Existem certos conceitos na moda masculina que, quando transgredidos, causam estranheza: usar sapato social com meias brancas; abotoar a terceira casa do botão do paletó, combinar a cor do cinto com a dos sapatos, etc.”








 
A gestante elegante

Do jeans aos vestidos de festa, a gestante de hoje encontra diferentes opções para se sentir à vontade e bem -vestida.


Celso Finkler (*)

 Sempre quando vemos uma grávida admiramos a beleza que é o ato de gerar uma vida. Parece que a mulher fica mais bonita e mais iluminada durante o período de sua gestação. Entretanto, faz pouco tempo que o mundo da moda resolveu investir nessa mulher que, assim como todas as outras, precisa ir ao trabalho, dar uma passadinha no supermercado, na padaria, levar o primogênito à escola, fazer a pedicure, entre tantos outros afazeres do dia a dia.

A democratização da moda aliada aos avanços conquistados pela mulher já no século passado fizeram com que essa futura mamãe sentisse cada vez mais orgulho do pequeno ser que cresce dentro de si e colocasse a barriga pra fora! Calma, calma... Não estou dizendo que as grávidas de hoje em dia ficam por aí saracoteando e mostrando aos quatros cantos o tamanho do seu orgulho. Não é nada disso! A verdade é que a moda desenvolvida para essas mulheres em estado especial as deixou muito mais livres, dispostas, confortáveis e elegantes.

Não faz muito tempo só existiam vestidinhos com estampas angelicais e pueris para este público ávido por novidades. Chegava a ser até constrangedor. Muitas deixavam a sua aparência de lado, pois de nada adiantava passar um batonzinho e ajeitar o cabelo se não existia algo de bom gosto para se vestir. As nossas gravidinhas eram obrigadas a usar verdadeiras capas de botijão de gás, como se fosse pecado usar uma roupa atual com corte moderno e dentro das tendências de moda da estação.

Mas tudo mudou! Do jeans aos vestidos de festa, a gestante de hoje encontra diferentes opções para se sentir à vontade e bem-vestida. A moda descobriu que é possível sim desenvolver peças bem- cortadas e com caimento para esta fase tão especial pela qual quase toda a mulher passa ou deseja passar. Algumas marcas de moda gestante desenvolvem coleções inteiras que incluem shorts, bermudas, jardineiras, calças em diversos estilos, da pantalona à alfaiataria, blusas, camisas, coletes, vestidos curtos, de tamanho médio e longos, para ocasiões especiais. Isto sem falar na moda praia! 


{jcomments on}

 
<< Início < Anterior 21 22 23 24 25 Próximo > Fim >>

Página 24 de 25

Indique !