Casa e Jardins
Decoração de Natal

Uma das coisas mais prazerosas quando chega o final de ano é separar tudo o que temos de enfeites natalinos e começar a enfeitar a casa. Mas para que ele seja melhor que o do ano passado, é legal sempre inovar!

Cecilia Dale

Amelinha Amaro, arquiteta e proprietária da loja Divino Espaço

Seguem os créditos do fotógrafo das fotos de Natal e da arquiteta propretária da loja Divino espaço


 
Quarto de bebê


Por Beatriz Dutra

Falar de quarto de bebês é falar com as mães. Sejam elas de primeira viagem ou já experientes, a chegada de uma nova criança na casa é sempre uma festa e motivo para adaptações. Recém-nascidos têm necessidades bastante específicas e demandam cuidado constante, mas não podemos esquecer que eles se desenvolvem rápido, mudando suas carências.

Assim, como fazer um projeto que atenda bem todas as demandas do bebê? Como fazer com que as adaptações sejam fáceis a cada época de diferentes estágios de desenvolvimento?

Começando com as cores, busque sair do obvio “rosa para menina e azul para menino”. Além de ser uma convenção antiga, já impõe padrões na cabeça das crianças que, dada a conjuntura da sociedade atual, são muito antiquados. Como é um cômodo no qual tanto os pais quanto as crianças passarão muito tempo, é ideal que sejam escolhidos tons claros como bege, fendi, marfim, combinando-os com cores “aconchegantes” e tons pastel, como amarelo, rosa velho, verdes. Mas é permitido ousar, com cores mais marcantes, como azul marinho, verde musgo, marsala ou beringela.

Quanto a iluminação, opte por luz quente, amarelada e indireta. É recomendado, caso haja a possibilidade, que use um regulador de intencidade (dimmer) possibilitando vários níveis de iluminação: mais claro para trocar fraldas, por exemplo, e mais ameno para fazer ninar.

Uma das tarefas da mãe, nessa época, é a da amamentação. Para  isso, nada melhor do que ter uma poltrona aconchegante, com espaço para segurar o bebê e uma mesa de apoio próxima, para conveniência (como apoiar a água, lencinhos e etc.)

Item claramente indispensável, o berço deve sempre levar em consideração a proteção do bebê, pensando que será utilizado até a criança ter aproximadamente um ano e meio quando, apesar de não ter total independência motora, já começa a explorar as coisas, querer subir e sair do berço. É preciso uma análise e cuidado muito grande na hora de comprar esse item, pois sem uma proteção adequada pois pode oferecer riscos à segurança do bebê e é fácil acontecer acidentes. Portanto, verifique se eles atendem às normas exigidas pelo inmetro.  Almofadas nas laterais ajudam na segurança e  móbiles acima do berço são bem-vindos, tornando o lugar de dormir gostoso.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 4 de 22

Indique !