Casa e Jardins
Design com Sucata Leia Mais

O garoto que caiu de Paraquedas no mundo do design

O cara da Mesa. Pelo menos foi assim que Rapha Preto ficou conhecido no meio do design e da arquitetura. Caiu de paraquedas, sem saber os olhares que sua obra atraia. O grande interesse das pessoas em suas peças, logo de início, foi definitivo para que ele percebesse o seu potencial. Ninguém conhecia Rapha pelo nome, mas por ser “O Cara da Mesa”. Criou com sucata da metalúrgica de sua família a sua primeira luminária. Mas um amigo postou no Instagram e Rapha não teve mais sossego. Muita gente o procurou para encomendar peças. No Club Casa,  conheceu a designer Juliana Zeli. Certo dia Rapha recebeu um telefonema de Juliana que perguntava se ele sabia fazer uma mesa, pois o seu fornecedor habitual não iria entregar. Rapha respondeu que sabia e começou a se aventurar na criação da sua primeira. 

 
Casa cor 2016

Por Beatriz Dutra

Desde 2013 a Casa Cor são Paulo vem num crescente e, nesse 2016, chega aos seus 30 anos no auge, em sua melhor forma. Aberta no último dia 17, a Casa Cor recebe o público até dia 10 de julho. A mostra anual conta com 70 ambientes projetados pelos profissionais de maior destaque da atualidade nos ramos de arquitetura, decoração e paisagismo.

Além dos renomados Dado Castello Branco, David Bastos, João Armentano, Rene Fernandes, Roberto Migotto, novos escritórios, como a Triart, e o jovem arquiteto Nildo José despontam e conquistam espaço em meio a esses gigantes.

Espelhando tendências, o branco é a vedete dos estofados. Cor de 2016, o rose quartz desponta em alguns espaços e muitos detalhes. Tons cromados e metalizados, como bronze e dourado fosco, perdem a timidez e tomam frente em diversos acessórios e na decoração. No piso ainda predominam a madeira clara e porcelanatos de grandes formatos. Nas paredes, fotos tomam o lugar das telas a óleo e acrílico. Além disso, as paredes ganham destaque com materiais nobres, como o painel de madeira de Roberto Migoto e o mármore, no ambiente de Guilherme Torres, ou inusitados, como a parede de blocos de concreto encaixados que tomam o lugar dos tradicionais suportes de madeira, na adega da Triart.

Ainda com destaque à parede, o jardim de entrada de Alex Hanazaki é surpreendente, em especial devido a parceria com Eliane Revestimentos e também pela ortogonalidade e originalidade do espaço que se vale de elementos como porcelanato com aspecto fosco e perfeita combinação dos elementos naturais e plantas nativas.

Dado Castello Branco ficou responsável pelo living e jardim de inverno nessa edição. Ótimo exemplar da escolha pelas cores claras e sóbrias, o ambiente tira proveito da iluminação natural. O aspecto colorido e marcante fica por conta da decoração, que mistura mobilliário moderno à peças contemporâneas, e tem como resultado conforto e bem-estar.

Em 13 m², o ambiente de autoria da Triart arquitetura, que debuta na mostra assinando a adega, é formado por três jovens arquitetos: André Bacalov, morador da região da Granja Viana, Kika Mattos e Marcela Penteado. O ambiente resume bem o espírito da casa cor 2016: funcional, elegante, inovador e inspirador. Mescla o refinamento e sobriedade típicos de uma adega à pegada informal dos jovens.

O aconchego de um terraço e a versatilidade típica de um espaço gourmet como extensão do living, definem o ambiente de Joana Requião. Com paisagismo assinado pelo Studio Externo, é mais um projeto no qual a parede, de rocha, atrai olhares e contrapõe-se à sofisticação do mobiliário claro e revestimentos.

Projeto do Escritorio Très Arquitetura, o “quarto da menina” tem a cara da nossa região: desde a escala aconchegante até a escolha de tons e materiais mais pessoais transformam o que poderia ser um simples cômodo em uma experiência única e deliciosa, que agrada a, não apenas os mais jovens mas também os adultos.

Marina Linhares ficou responsável pela assinatura do espaço deca. Com muita classe, no projeto da casa conceito é possível ver um pouco de cada tendência já citada: o rose, os tons claros, madeira mesclada ao porcelanato.

Aos já amantes da boa arquitetura e decoração, a casa cor é um prato cheio que não decepciona e, para aqueles que ainda não conhecem, esse ano está ainda mais especial, ótima oportunidade para se inspirar e se apaixonar pela mostra. Não perca!

De 17 de maio a 10 de julho de 2016
Terça à quinta das 12h às 21h
Sexta, sábado e feriados das 12h às 21h30
domingo das 12h às 20h

Jockey Club De São Paulo -  Av. Lineu De Paula Machado, 775 - Cidade Jardim

os preços variam de r$ 26 à r$ 150.

Fonte:

Beatriz Dutra (arquiteta)

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 7 de 24

Indique !