Casa e Jardins
Quarto de bebê


Por Beatriz Dutra

Falar de quarto de bebês é falar com as mães. Sejam elas de primeira viagem ou já experientes, a chegada de uma nova criança na casa é sempre uma festa e motivo para adaptações. Recém-nascidos têm necessidades bastante específicas e demandam cuidado constante, mas não podemos esquecer que eles se desenvolvem rápido, mudando suas carências.

Assim, como fazer um projeto que atenda bem todas as demandas do bebê? Como fazer com que as adaptações sejam fáceis a cada época de diferentes estágios de desenvolvimento?

Começando com as cores, busque sair do obvio “rosa para menina e azul para menino”. Além de ser uma convenção antiga, já impõe padrões na cabeça das crianças que, dada a conjuntura da sociedade atual, são muito antiquados. Como é um cômodo no qual tanto os pais quanto as crianças passarão muito tempo, é ideal que sejam escolhidos tons claros como bege, fendi, marfim, combinando-os com cores “aconchegantes” e tons pastel, como amarelo, rosa velho, verdes. Mas é permitido ousar, com cores mais marcantes, como azul marinho, verde musgo, marsala ou beringela.

Quanto a iluminação, opte por luz quente, amarelada e indireta. É recomendado, caso haja a possibilidade, que use um regulador de intencidade (dimmer) possibilitando vários níveis de iluminação: mais claro para trocar fraldas, por exemplo, e mais ameno para fazer ninar.

Uma das tarefas da mãe, nessa época, é a da amamentação. Para  isso, nada melhor do que ter uma poltrona aconchegante, com espaço para segurar o bebê e uma mesa de apoio próxima, para conveniência (como apoiar a água, lencinhos e etc.)

Item claramente indispensável, o berço deve sempre levar em consideração a proteção do bebê, pensando que será utilizado até a criança ter aproximadamente um ano e meio quando, apesar de não ter total independência motora, já começa a explorar as coisas, querer subir e sair do berço. É preciso uma análise e cuidado muito grande na hora de comprar esse item, pois sem uma proteção adequada pois pode oferecer riscos à segurança do bebê e é fácil acontecer acidentes. Portanto, verifique se eles atendem às normas exigidas pelo inmetro.  Almofadas nas laterais ajudam na segurança e  móbiles acima do berço são bem-vindos, tornando o lugar de dormir gostoso.

 
Home Theater dia dos Pais Leia +


Por Beatriz Dutra

Nesse mês, não teria tema melhor a ser abordado do que o lugar preferido dos papais na casa, não é mesmo? De forma geral, quando o assunto é obra ou reforma de casa, as mulheres se preocupam com tudo: desde acabamentos, tecidos, composição de cores até iluminação harmônica, sem que os homens se interessem em interferir muito nas escolhas. Em compensação, quando chega a parte do home theater, eles compram a causa sem fazer economia.

Somado ao interesse natural dos homens pela parte multimídia da casa, em tempos de crise e violência, sair de casa com a família para ir, por exemplo, ao cinema, tornou-se um passeio que, além de caro, por envolver estacionamento, eventuais guloseimas e o próprio ingresso, oferece mais risco. Cada vez mais se têm optado pelo lazer em casa e a crescente tecnologia é protagonista nessa mudança de comportamento. Qualidade de som, imagem full hd, possibilidade de pausar e voltar a programação quantas vezes quiser e o conforto do sofá de casa estão desbancando até mesmo os movimentados estádios de futebol.

As antigas salas fechadas e escuras foram substituidas por espaços amplos e integrados  com o restante da casa.  Mais uma vez a tecnologia auxilia nessa transformação, já que é crescente o leque de opções por televisões e telões que mantém a qualidade de imagem mesmo com a incidência de maior claridade e os aparelhos de som mais potentes, que possibilitam um desempenho de cinema mesmo em espaços caseiros e abertos.

No projeto de um home theater, uma série de fatores devem ser levados em consideração e, apesar de não haver regras rígidas, alguns detalhes possibilitam desfrutar dessa experiência de forma completa e satisfatória.

Mobiliário: a palavra chave na hora de escolher mobiliário para esse ambiente é conforto! Poltronas largas, muitas vezes reclináveis, revestimento com material agradável ao toque e de preferência, que necessite de pouca manutenção. Sofás grandes em “l” ou em “u” são bastante utilizados.

Além dos conhecidos sofás e poltronas, futtons largos colocados no chão e revestidos de lona, material resistente, pré-encolhido e de fácil lavagem. Adicionadas algumas almofadas, viram um local perfeito não só para as crianças, mas também adultos assistirem a filmes ou programas juntos de forma descontraída e confortável.

Cores: homes são locais de agregação da família, amigos e parentes. Como tal, é bem possível que eventualmente caia pipoca e refrigerante no meio dessa empolgação. É importante que a escolha de cores, principalmente nos estofados e tapetes seja feita pensando nisso. Portanto escolha tecidos limpáveis ou capas com cores claras, que sejam  fáceis de lavar e difíceis de desbotar e tapetes mesclados onde as manchas aparecem menos.


 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 6 de 24

Indique !