Cuide-se
Emagrecendo para o verão

A moda agora é o Hiit

O verão está chegando e ninguém quer fazer feio na hora de expor o corpo na praia, na piscina ou mesmo ao fazer exercícios no parque. Entra ano e sai ano, as academias sempre buscam novidades. E o hit do momento é o Hiit, “High-Intensity Intermittent Training”, ou seja, treinamento intervalado de alta intensidade.

Trata-se de um treinamento aeróbico em alta intensidade em intervalos curtos. Segundo o educador físico André Trombini, da Bodytech Eldorado, “Os treinos curtos, com exercícios em intensidade máxima e poucos intervalos para descanso ganham cada vez mais adeptos ao trabalharem força, potência e condicionamento cardiovascular em apenas 20 ou 30 minutos.”

Esse tipo de treino é fácil de encaixar na agenda, por tomar pouco tempo das pessoas. E são eficientes, pois trabalham com estímulos em intensidade forte com recuperação curta. “Eles fazem com que o sistema aeróbio demande mais oxigênio do que tem disponível, gerando um consumo excessivo de oxigênio após o exercício. Como resultado, o metabolismo fica acelerado por até duas horas após a prática”, explica o educador. Segundo ele, também é notável o aumento de VO2 (capacidade do organismo de consumir oxigênio), em treinos de alta intensidade o VO2 aumenta mais que em treino aeróbicos.

Mas apesar de estar na moda, esse método não é novo. Durante os anos 90, o Professor Izumi Tabata, pesquisou vários tipos de treinamentos para ajudar no emagrecimento e constatou que a intensidade maior é a melhor solução. Através deste método, deve-se ficar em intensidade máxima por 20 segundos e ter 10 segundos em intensidade menor repetidos por 7 ou 8 vezes.  Com o tempo esse método sofreu várias adaptações e assim surgiu o HIIT, Treino Intervalado de Alta Intensidade, com exercícios como agachamentos, flexão de braço, barra fixa e abdominais. A intensidade ficou um pouco menor e o tempo aumentou. Não há um método pré-determinado, cada professor adapta de acordo com o perfil e a dificuldade do seu aluno.

“Um exemplo claro dessa relação é você imaginar uma caminhada leve na esteira, em que após uma hora de atividade, saímos do aparelho e rapidamente estamos recuperados e sem sinal de cansaço. Quando realizamos os famosos “tiros” de 20 segundos até um minuto de duração em velocidades altas, comuns nas nossas aulas intervaladas de Indoor Cycle e Running Class por exemplo, terminamos ofegantes, precisando de um certo tempo para recuperar a respiração.”

Além de proporcionar o emagrecimento, o Hiit como toda atividade física, traz outros benefícios. O objetivo é melhorar a capacidade física das pessoas, a habilidade de realizar as tarefas normais da vida diária com mais eficiência, autonomia e independência. Ele fortalece o condicionamento físico geral, emagrece, melhora a coordenação motora, contribui para aumentar o desempenho de atletas e ajuda na recuperação de lesões e cirurgias.

Uma pesquisa da Universidade de New South Wales, em Sidnei na Austrália, de 2012, em um periódico voltado para Obesidade (Journal of Obesity) demonstrou em jovens sedentários com sobrepeso que um treinamento de 20 minutos de HIIT, três vezes na semana durante três meses foi capaz de diminuir o percentual de gordura, principalmente a gordura visceral, grande vilã do nosso sistema cardiovascular, mesmo sem nenhuma alteração na rotina alimentar dos testados.

Mas André também constatou a eficiência do programa de exercícios com seus alunos.

“Realizo essa metodologia HIIT desde 2007 e tenho Clientes que perderam 5 a 13 quilos neste tipo de treino. Ana Carolina Gabriel, Jane Cavalcante  entre outras”, conta o professor. São aulas muito frequentadas pelo resultado que oferece ao aluno e elas podem ser realizadas tanto individual quanto em grupo.

Porém o educador adverte que há algumas desvantagens. A alta intensidade dos exercícios podem gerar alguns desconfortos como náusea, tontura, dor de cabeça, câimbras e desmaios. Esses sintomas ocorrem quando não há uma alimentação adequada ou quando o exercício promove queda de pressão. Por isso é preciso sempre fazer os exercícios com supervisão de um profissional credenciado.

Benefícios do Hiit

 

- Desenvolvimento da consciência sinestésica e controle corporal

- Melhora da postura

- Melhora do equilíbrio muscular

- Diminuição da incidência de lesão

- Melhora no desempenho atlético

- Estabilidade articular, principalmente da coluna vertebral

- Aumento da eficiência dos movimentos

- Melhora do equilíbrio estático e dinâmico

- Melhora força, coordenação motora

- Melhora da resistência central (cardiovascular) e periférica (muscular)

- Melhora da lateralidade corporal

Fonte:

André Trombini, educador físico da Bodytech Eldorado

Bodytech.com.br

 

 
Desafiando obstáculos

Interagir com o ambiente urbano não é uma coisa fácil, pois a cidade nos desafia o tempo todo, carros, motos, bicicletas, transporte público e muita gente circulando. Na mesma cidade caótica cheia de barulho e concreto,  árvores se misturam a construções e obras de arte. Esse cenário instiga as pessoas e as convida a usar a criatividade.  Quem não se intimida são os praticantes de parkour, uma atividade pra lá de radical que está bombando até em vídeo da Madonna.

No Parkour as pessoas se desafiam o tempo todo, pulando de um lugar ao outro, se jogando e fazendo acrobacias nos espaços públicos. Mas a arte de superar obstáculos é bem mais antiga, foi criada na década de 80 em Lisses, na França.  Um grupo de amigos resolveu adaptar para a cidade e o urbanismo a disciplina militar conhecida como “parcours du combatent “ (percurso do combatente), um percurso de obstáculos desenvolvido por Georges Herbert e utilizado por soldados franceses para realizar resgates na Guerra do Vietnã. Reymond Belle praticou e repassou ao seu filho, David Belle, um dos ícones da atividade, ao lado de Sebastien Foucan. No Brasil conhecemos a modalidade apenas como Parkour.

O professor Akira começou a praticar parkour em 2004 no interior de São Paulo através de referências da web. Muito interessado no assunto, criou a primeira página de parkour no Brasil. Mais tarde, a página virou um blog, tornando-se o point virtual dos praticantes.

Em 2008, Akira abriu a empresa Parkour Brazil, introduzindo aulas em São Paulo. As aulas são sempre  realizadas em locais distintos da cidade, não têm nada de monótono. Cada vez o aluno interage mais com a cidade, experimentando um aspecto diferente. Para a prática, Akira recomenda locais como o Parque do Ibirapuera e o Anhangabaú.

Mas o professor recomenda, o parkour não deve ser feito sem supervisão. “Treinar sozinho nestes lugares sem uma equipe e sem um acompanhamento profissional pode ser arriscado.”, explica.

Entre seus benefícios o parkur melhora a autoestima, ajuda a superar medos, reduz a ansiedade, combate a depressão, aumenta a coordenação motora, promove sensação de bem-estar, melhora os sistemas respiratório, imunológico e cardiovascular, além de diminuir a glicose do sangue.

Para saber se você tem condições de praticar a atividade, deve fazer uma aula experimental. Quando o aluno demonstra controle e qualidade nos movimentos, pode começar um novo processo de treino com técnicas mais radicais e agressivas.

“O risco da pratica só aparece quando o aluno passa de um Parkour Saudável para um treinamento mais competitivo ou para acrobacias e movimentos mais radicais sem acompanhamento.”, ressalta o professor.

Akira avisa aos interessados que é necessário começar devagar, até ganhar forca e resistência para se tornar uma atividade benéfica para a sua saúde. Aos que não querem se arriscar, podem se contemplar com os vídeos disponíveis na internet. Eles são fora de série!

Fonte:

Leonard Akira Ribeiro

Diretor Geral da Parkour Brazil.

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

(+55 11) 98140-0942

lepartanos.com

parkourbrazil.com

 

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 23

Indique !