PORTOFINO, AMORE MIO!



Considerado patrimônio da humanidade pela UNESCO, o pequeno e luxuoso vilarejo italiano é reduto de celebridades e paisagens paradisíacas

Já imaginou cruzar com seus artistas preferidos em suas próximas férias? Se o destino escolhido for a bela e luxuosa Portofino – vila portuária localizada na região de Genova, na Itália – as chances de isso acontecer são bastante altas.

Com pouco mais de 500 moradores, o destino está localizado numa das regiões mais pitorescas da Itália e faz parte de um mundo exclusivíssimo – o de ricos e famosos –, sendo considerado o preferido de nomes como George Cloney, Tom Cruise, Jennifer Lopez, Beyonce e Madonna. A diva pop, inclusive, celebrou seus 50 anos em solo portofinense.

Vale ressaltar que esses são os que vêm a passeio; outros possuem suas próprias vilas em Portofino. É o caso do estilista Giorgio Armani e da dupla Domenico Dolce e Stephano Gabbana.

O pontapé inicial para que a pacata vila de pescadores se tornasse refúgio de grandes nomes da música e do cinema começou na década de 60, com a vinda de figurões como Brigitte Bardot, Frank Sinatra, Jacqueline Onassis e Elizabeth Taylor. O “fino” do nome vem de “delphinus” – golfinho em latim –, figura carimbada nas águas da região.

Por ser reduto de figuras ilustres, Portofino é um destino caríssimo. Por outro lado, nada impede que turistas do mundo inteiro o conheçam de passagem, afinal, dá para ir de ponta a ponta em poucas horas: a pé ou de bike – o visual, diga-se de passagem, é de cair o queixo. Para os apaixonados, é um ótimo destino para a lua de mel. Aventureiros e mergulhadores passam bem também. Um dos programas mais famosos neste sentido é emergir a 17 metros de profundidade para conhecer a escultura de bronze Cristo Degli Abissi, de dois metros e meio de altura. Construída em 1954, ela foi colocada no fundo da baía de San Fruttuoso, entre Camogli e Portofino, onde morreu Dario Gonzatti, o primeiro italiano a usar equipamentos de mergulho. Quem prefere apenas relaxar e se refrescar, a praia de Paraggi – única e paradisíaca – é uma ótima pedida.

Outros pontos que merecem destaque no quesito “bater perna” são as visitas ao Castello Brown – forte genovês do século XV convertido em mansão por um diplomata inglês e, depois, em museu.

Dica: mais do que pelas exposições, vá pela vista surreal; os olhos alcançam a Igreja de São Jorge – que guarda como relíquias restos mortais do santo cavaleiro, trazidos durante as Cruzadas – e o farol de Punta del Capo.

Ansiosos para saberem mais? Respirem fundo, apertem os cintos e:

Benvenuto!

O MUNDO COMO QUINTAL

Com dezenas de carimbos no passaporte, a publicitária e blogueira catarinense Juliana Guimarães, dona do blog de viagens “Eu Ando Pelo Mundo”, está acostumada a rodar pelo globo em busca de novas experiências. Atualmente, morando em Zurique, na Suíça, Juliana considera a Itália um de seus destinos preferidos. Ela visita o país em formato de bota frequentemente e esteve em Portofino no ano passado. Para ela, apesar do custo alto do local, é possível conhecê-lo sem ter de voltar completamente no vermelho. “Como Portofino é pequena, dá para conhecê-la em pouco tempo. Minha dica para quem for é mergulhar na cultura local, conversando com moradores ou visitando pontos turísticos. Dessa forma, dá para sondar melhor as várias opções gratuitas que a vila possui e, de quebra, fazer boas amizades. Aliás, isso é o melhor em qualquer viagem, sem dúvidas”, conta. Como boa blogleira, ela nos deu dicas para curtir a vila (e seus arredores) numa boa. Separamos algumas delas:

- Para chegar a Portofino por terra é necessário passar por dentro da cidadezinha de Santa Margherita Ligure. Se tiver tempo, pare. É uma graça! Você não vai se arrepender.

- Dicona! No mês de abril (programe-se para 2018) acontece uma festa tradicionalíssima na Piazzetta [praça central]. É a fogueira de San Giorgio, que antecipa o domingo religioso em homenagem à padroeira de Portofino. A fogueira é acesa em frente ao mar, com muita gente, muita música e peixe grelhado a rodo.

- Se tiver pique, faça a caminhada entre Portofino e San Fruttuoso. Mas ó: esta é uma caminhada de cerca de três horas e subidas moderadas. Portanto, só faça se você tiver certeza de que aguenta e que possui reserva de água na mochila.

Anotou?

DESEMBARQUE
As passagens áreas (ida e volta) de São Paulo para Gênova saem por 3502 reais pela CVC Viagens. Para chegar ao paraíso portofinense, há opções de ônibus que saem a cada 20 minutos da estação de trem Santa Margherita (conectada a Gênova) por 2,50 euros. No verão, é possível pegar ferry boats a 5,50 euros que fazem a ligação entre todo o Golfo Paradiso e Gênova. Se preferir, alugue um carro. O aluguel sai por cerca de 29 euros a diária.

HOSPEDAGEM
Para quem está podendo
Belmond Splendido Mare – Glamour é pouco! Com diárias que podem ultrapassar os 2 mil reais, o Splendido é um dos hotéis mais luxuosos da Itália. Além de toda popa e finesse, o que nos chamou a atenção foi os seis programas exclusivos para o público feminino – inspirados nos cinco sentidos – oferecidos pelo local. Em “Paladar”, por exemplo, o chef Roberto, do restaurante Chuflay, ensina a fazer o típico pesto italiano em uma aula que tem o apropriado nome de Pesto Show. Em “Audição”, é possível ouvir o barulho das ondas em alto-mar a bordo do barco Chris Craft, com direito a degustação de champanhe. Em “Olfato”, outro passeio de barco, mas desta vez em um típico de pescador, onde o próprio capitão irá cozinhar para a passageira. “Visão” consiste em um curso com a artista plástica Raffaella, nascida e criada em Portofino, que ensina a pintar a bela paisagem da região com aquarela. “Tato” é um tour de compras pela cidadezinha, com a descoberta de achados locais como artesãos especializados em veludo. Há, ainda, um último programa: “Sexto Sentido”, ritual completo de relaxamento que inclui um chá da tarde com pães e doces caseiros, além de uma tarde no spa, com massagens nos pés e nas costas. Delícia!

Tão bons quanto
Veja outros hotéis a partir de 362 reais.


PARADA GASTRÔNOMICA
Preços a partir de 110 reais.

Taverna Del Marinaio - Está em uma localização privilegiada, próximo ao porto. Das mesas, observa-se a chegada dos barcos e o pôr do sol. A comida é excelente! Peça o pene taverna – especialidade da casa – ou o escalope de limão. De comer rezando! Pratos a partir de 114 reais.

Trattoria Tripoli – Tradicional e comandado pela mesma família há três décadas, oferece pratos típicos italianos à base de frutos do mar. Peça o espaguete ao pesto com camarões e de sobremesa, o tiramissú. Deliciosos! Pratos a partir de 122 reais.

O Magazin – Super gostoso e de localização privilegiada, oferece pratos à base de frutos do mar excelentes, possui uma ótima adega e um atendimento de prima. Experimente o “joint frito” (marisco fresco frito misto) com camarões, anchovas, lula e outros tipos de mariscos. Demais! Preços a partir de 110 reais.

Ristorante Puny – É conhecido por serviço eficiente e cordial, a localização privilegiada de frente para a marina e, é claro, pela comida. O carro chefe, um risoto de camarão ao curry é imperdível! Preços a partir de 150 reais.

DANDO UMA VOLTINHA
Para os baladeiros de plantão, é importante frisar que Portofino não possui balada, mas, há música ao vivo nos restaurantes da Piazzetta aos finais de semana. Se você gosta de clubes/baladas, a mais perto está em Paraggi, e se chama Carillon Club. Esse é o lugar que o pessoal mais recomenda para os turistas. Fica a 30 minutos de caminhada da vila Portofino.

Para quem gosta de comprar e está disposto a gastar, as feirinhas onde os moradores expõem seus trabalhos são a melhores opções. Para os endinheirados, Louie Vitton, Gucci e outras grifes famosas fazem parte do circuito de compras do local.

Para quem curte arte sacra, não deixe de dar um pulo nas igrejas da região; algumas datadas do século XI. O importante é que, independente do seu estilo de viagem ou personalidade, neste pequeno pedaço do paraíso com certeza terá a opção perfeita para você. 


 

Indique !