Tecidos pela casa Leia +


Há ambientes onde presamos mais a beleza do que a resistência, não é? Para isso existem opções lindas e chiques como o linho – de propriedades antialérgicas, boa permeabilidade e sustentabilidade ecológica, mantendo sua aparência inalterada após anos de uso e lavagem – seda – idealmente dublada, afim de encorpá-la. Por manchar fácil, custar caro e não ser resistente, é recomendado que a aplique em locais sofisticados e de pouco uso.


Agora, se seu objetivo é conseguir tecidos práticos e baratos, pedidas certeiras são o couro sintético - com efeito próximo ao natural, porém não tão durável. Atente-se: dependendo da qualidade, não é muito bonito. Se assim for, procure colocar em assentos de cadeira, pois são pequenos pedaços de tecido e não passam aquele ar fake; a sarja - combinação de elegância, refrescância e conforto; não absorve sujeiras e dura muito. Cuidado na hora da costura! Esse tecido tem lado avesso distinto do lado direito; ou até mesmo a lona, ótima para fazer capas, opção barata para se conseguir o mesmo resultado do estofamento. Só não esqueça de fazê-las com um tecido pré-encolhido, para que não tenha problemas na recolocação da capa no móvel após a lavagem.

 Como nossas roupas, os tecidos de casa também sujam e pedem por limpeza. Nessa hora, opte por usar produtos neutros, pois os químicos podem alterar o tecido, causando manchas ou fios soltos. Use um pano úmido com água e aspirador de pó; não tem erro.

 As estampas são de suma importância na hora da escolha e são muito bem-vindas; mas é preciso cuidado já que cansam rápido e não podem ser colocadas em qualquer lugar. Para acertar na combinação, busque sempre a harmonia do espaço. Não é recomendado que se misture motivos florais clássicos e listras em uma mesma composição, por exemplo. Ou um tapete geométrico, que compõe ambientes modernos, retrô e até contemporâneos embaixo de um estofado estampado.

 Para a composição de tecidos procure buscar elementos conectores, tanto indo no caminho do “casamento óbvio” (tons compatíveis, motivos gráficos semelhantes), quanto na linha “os opostos se atraem”, mesclando aspereza com maciez ou cores contrastantes. Mas, é claro, são apenas sugestões; quando falamos de tecidos, o gosto pessoal é quem manda.

 Tecidos conferem versatilidade ao lar, possibilitando mudança e atualização de decoração e “mood” da casa com uma simples troca de almofadas, roupas de cama, capa de estofados, entre outros. Ao ganhar novos tecidos, móveis antigos ganham vida, ambientes frios ganham humanidade, salas genéricas adquirem personalidade.

 Siga essas dicas e, sem dúvida, viver no seu lar ficará muito mais gostoso!

Beatriz Dutra
beatrizdutra.com.br
Av. José Giorgi, 1181, lj. 108, Cotia
Rua Coronel Alfredo Cabra, 99, Jd. Paulistano
Tels.: 4612-4467 / 3061-2826

 

Indique !