CUSCUZ, O REI DO BRASIL - E suas versões cada vez melhores

Uma xicara de café com leite bem quente acompanhado de um pedaço de cuscuz com uma crosta de manteiga derretendo por cima. Hmmm! Só de pensar, já ficamos com água na boca. O cuscuz que hoje faz parte da culinária brasileira como se fosse originalmente nosso é, na verdade, de origem africana.

O prato nasceu em Maghreb, na região norte da África, em meados do século XIII, através do povo Berbere, que o preparava com sêmola de cereais como polvilho, trigo, farinha, mandioca e milho. Desde então, passou a fazer parte da cultura de árabes e mouros e a ser bastante requisitado por esses povos.

Ao longo dos anos, foi ganhando as mais diversas versões e cada país tem sua receita típica. Na Tunísia, por exemplo, o cuscuz é feito com carne, frutas secas, ervas aromáticas e diversos temperos. Já no Marrocos, o mais popular acompanha molho de vegetais e é servido tradicionalmente às sextas-feiras, após a oração do meio-dia. A versão doce é reservada para dias de festa e é feita com amêndoas, cebola caramelizada e especiarias. Argélia e Líbia, o servem com legumes, cenoura, batatas, acompanhado por carne de cordeiro / frango ou ensopado.

PRÓXIMA PARADA: BRASIL

Por aqui, o cuscuz desembarcou apenas dois séculos mais tarde, durante a colonização portuguesa. Naquela época, a produção de farinha de milho era feita artesanalmente e o alimento era destinado às famílias pobres e aos escravos, que a consumiam junto com carne seca batida nos pilões. Geralmente, esse era um prato comercializado por mulheres negras ou mercadores. Anos depois, passou a ser industrializado e distribuído Brasil à fora.

Por aqui, existem diversos tipos de cuscuz, entretanto, o tradicional é feito apenas com milho e cozido no vapor. Na região Sudeste, costuma ser consumido com manteiga, ovos ou diluído no leite. No Norte, as pessoas preferem a versão doce, com leite de coco. Já no Nordeste, é aonde o prato reina! Lá em cima o cuscuz é unanimidade e as famílias costumam consumi-lo diariamente, às vezes nas três refeições. A versão mais conhecida é com queijo coalho ou carne-de-charque.

A equipe da Revista Tudo separou três receitas diferente de cuscuz – tradicional, marroquino e paulista – e ainda uma receita bônus no APP da revista, da chef Janaína Rueda, para você reproduzir em casa. Confira:

CUSCUZ TRADICIONAL

Ingredientes

- 250g de flocos de milho
- 1 xícara de água
- 1 copo de leite (de coco ou de vaca) para umedecer
- 1 colher de Manteiga (opcional)
- Sal a gosto

Modo de Preparo
Em uma vasilha, misture os flocos de milho, o sal e a água. Deixe a massa repousar durante 5 minutos. Em seguida, coloque-a na cuscuzeira e leve ao fogo. Deixe-a cozinhar por 10 minutos. Retire da cuscuzeira. Acrescente o leite para umidificar. Passe a manteiga (opcional).

CUSCUZ PAULISTA

Ingredientes

- 2 colheres de sopa de azeite de oliva
- 1 cebola pequena picada
- 1 xícara de chá de molho de tomate
- 1 lata de ervilha
- 1 lata de milho verde
- 1 pimentão vermelho picado
- 1/2 litro de água
- 3 xícaras de chá de farinha de milho em flocos
- 2 latas de sardinha
- 3 ovos cozidos
- 1 tablete de caldo de legumes
- 1/2 xícara de chá de azeitonas verdes picadas
- Cheiro verde a gosto
- Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Refogue a cebola, o pimentão, as azeitonas, o milho, a ervilha e o molho de tomate no azeite por alguns minutos. Em seguida, pique o conteúdo de uma das latas de sardinha e o cheiro verde e junte ao refogado. Coloque os ovos para cozinhar.

Em outra panela, coloque a água para ferver com o caldo de legumes e, assim que entrar em ebulição, acrescente o refogado preparado anteriormente e vá derramando a farinha de milho, aos poucos, mexendo sem parar com o auxílio de uma colher de pau. Corrija o sal se necessário e cozinhe até que desgrude do fundo da panela.

Unte uma forma de pudim com azeite, decore o fundo e as paredes laterais com ovos cozidos fatiados, azeitonas inteiras, tiras de sardinha e de pimentão. Com o auxílio de duas colheres, vá colocando a massa do cuscuz em toda a forma, apertando com cuidado. Deixe esfriar por alguns minutos, desenforme e sirva.

CUSCUZ MARROQUINO

- 1 pimentão verde

- 1 pimentão vermelho

- 1 pimentão amarelo

- 2 xícaras de cuscuz marroquino

- 2 xícaras de água quente

- 100g de damasco

- 100g de castanha de caju

- Salsinha a gosto

- Azeite a gosto

- Sal e pimenta do reino à gosto

 

Modo de preparo
Corte todos os pimentões em cubos pequenos. Reserve. Em uma tigela, misture o cuscuz marroquino com sal e pimenta do reino, logo depois, adicione duas xícaras de água quente e deixe a massa repousar por cinco minutos. Em seguida, com um garfo, solte delicadamente o cuscuz. Refogue os pimentões com azeite e sal e junte-os ao cuscuz. Adicione o damasco e a castanha de caju picados. Finalize com salsinha e azeite à gosto.

Dica Tudo: o Damasco pode ser substituído por uvas passas brancas.

 

Receita de um dos integrantes da Revista TUdo, Patrick de Paula

 

Indique !