Cultura e Lazer Fevereiro 2017 Leia +


Carnaval de Rua

O período das festividades do Carnaval de Rua vai de 14 de fevereiro a 11 de março.

A Prefeitura registrou um total de 495 blocos de rua cadastrados no carnaval de SP.

Confira alguns deles:

11 e 12/02

Bangalafumenga, Sargento Pimenta, Baianasystem e Bloco Exagerado

Praça Cívica do Memorial da América Latina das 13h às 21h

17/02

Broco do Burocra

Rua Matias Aires, 228 (entre as ruas Haddock Lobo e Augusta) 18h Saída do bloco: 21h

18/02

Bloco Avisa Lá

Rua Pinheiros – Pinheiros 14h

Bloco Não tô bem, Não tô bem, 279

Largo da Lapa  das 14h às 21h

Bloco Me Fode que eu Sou Produção

Praça Roosevelt das 18h às 22h

Bloco Leopoldina Tá em Festa

Rua Carlos Weber, Vila Leopoldina  das 12h às 19h

Blocos Unidos do Abaeté, Balatubloco, A Bruxa Tá Solta, Império do Morro Escola de Samba Quilombo, Conselho do Samba e Partideiros do Maria Zélia

Estação da Luz  das 15h às 20h45

Bloco Casa Comigo

Avenida Brigadeiro Faria Lima, 432 11h

Bloco Os Buena Vista

Rua Santo Antônio, 929 (cruzamento com a Treze de Maio, Bela Vista - Bexiga) 14h

Saída do bloco: 15h

Bloco Jamirovai

Rua Dona Layr Costa Rego (Praça José Clara Gonçalves) 14h30

Bloco Ressaca do Diabo

Largo Sen. Raul Cardozo, 207 (em frente à Cinemateca) 16h Saída do bloco: 17h

Bloco do Eva Beleza Rara

Av. Brigadeiro Faria Lima e a Rua Fiandeiras 13h

Bloco Chucrute Zaidan

Avenida Doutor Chucri Zaidan 12h às 22h

Bloco Nu Interessa

Rua Filinto de Almeida, 50 (atrás do Fórum de Pinheiros) 13h

22/02

Monobloco

Parque do Ibirapuera (em frente ao Monumento às Bandeiras) 10h Dispersão: 14h

Bloco Acadêmicos da Nove de Julho

Rua Itapeva, 600 - Bela Vista (esquina com a São Carlos do Pinhal) 10h30

Bloco Banda do Fuxico

Largo do Arouche das 9h às 23h

Bloco Amigos da Vila Mariana

Rua Pelotas, Vila Mariana das 12h às 20h

Bloco da Salete Campari

Largo do Arouche das 17h às 22h

Afoxé Filhos de Ijesá, Comunidade Boliviana, Unidos da Melhor Idade, Bateria Makossa, União dos Bairros, Acadêmicos do Parque Bristol, Boêmios da Madame

Estação da Luz das 14h30 às 19h30

Bloco Tô de Chico (Chicos brasileiros - Buarque, Science e César)

Rua Bárbara Heliodora 13h

Bloco Boca de Veludo

Rua Mateus Grou - Pinheiros (Próximo ao Metrô Fradique Coutinho) 15h às 20h

23/02

Bloco A PUC Que Te Pariu

Concentração: Rua Ministro Godói - Perdizes (em frente à PUC) 18h

Bloco Unidos do Inconsciente

Praça Irmãos Karmann (em frente à Padaria La Plaza) 18h

25/02

Siga la pelota

Rua Aimberê - Perdizes (esquina com Rua João Ramalho) 15h (com cortejo às 17h)

Bloco Beatloko

Vale do Anhangabaú 14h às 20h

Bloco dos trouxas

Avenida Paulista 15h às 23h

Blocos Unidos do BPM

Rua Nestor Pestana 15h às 22h

26/02

Bloco Saia de Chita

Rua Tucuna, 1150 17h

27/02

Bloquinho e Buchecha

Rua Salvador Cardoso - Itaim Bibi 11h

Love Fest

Largo do Arouche 12h Saída do bloco: 14h

28/02

Bloco do Sai, Hétero

Rua Frei Caneca – Consolação 12h

Bloco da Catuaba

Rua Frei Caneca – Consolação 15h

Bloco Se Joga

Rua Girassol, 67 das 15h às 22h

Bloco Primavera, Te Amo

Praça Roosevelt  das 15h às 21h

Bloco do Descubra

Cinemateca Brasileira - Largo Senador Raul Cardoso, Vila Mariana 12h às 19h

Bloco Tô de Chico (Chicos brasileiros - Buarque, Science e César)

Rua Bárbara Heliodora 13h

Mais informações: carnavalderua.prefeitura.sp.gov.br

 

Na região

Fragmentos do Barroco Brasileiro
Entrada gratuita
Museu Municipal de Barueri
Av. Henrique Gonçalves Baptista, 359, Jardim Belval
Horário: segunda a sábado, das 10h às 22h; domingos e feriados, das 12h às 20h
Local: Shopping Granja Vianna (Rod. Raposo Tavares, km 23. Cotia, SP)
Ingressos: R$ 20 por 15 minutos + R$ 1 por minuto adicional.
A cigarra e a formiga - Inspirado no Clássico
Em cartaz aos Domingos (de 15/01 a 26/02 às 14h)
Domingos, às 16h(de 15/01 a 26/02)
Sábados, às 14h (de 14/01 a 25/02)
Sábados, às 16h (de 14/01 a 25/02)

O Museu Municipal de Barueri apresenta, de 17 de janeiro a 12 de março, “Fragmentos do Barroco Brasileiro”, exposição de Arte Sacra de Rafael Schunk (arquiteto, mestre em artes visuais e colecionador). A mostra resgata e exibe peças inéditas de Frei Agostinho de Jesus, considerado pelos historiadores o primeiro grande artista brasileiro. Nascido no Rio de Janeiro, Frei Agostinho viveu boa parte de sua vida em Santana de Parnaíba e seus distritos.

 

Trampolim Park no Shopping Granja Vianna

Chega ao Shopping Granja Vianna o Trampolim Park. O espaço tem camas elásticas instaladas no chão e nas paredes e uma piscina de espuma para a prática de saltos ornamentais. Com capacidade de até 50 pessoas de cada vez, as manobras e acrobacias podem ser realizadas por crianças a partir dos três anos e sem nenhuma restrição de limite de idade.

Data: 18/1 a 5/3

Férias culturais no Raposo Shopping ( foto no drop)

A criançada poderá aproveitar o final das férias no Teatro Raposo – Sala Irene Ravache, do Raposo Shopping, curtindo com toda a família o Festival de Teatro com diversos espetáculos infantis.

Confira os espetáculos:

As aventuras de Peter Pan

Panos e lendas

Era uma vez... Ilusão e Mágica

Endereço: Rod. Raposo Tavares, km 14,5 – Jardim Boa Vista – São Paulo/SP (piso Cinema)

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada). Na bilheteria do teatro R$ 12 (promocional). Pela Internet R$ 14,90 via site Sampa online.

Mais informações: (11) 3732-9006

 

As Intermitências da Morte ( foto no drop)

Ler Saramago é aprender a escutá-lo. Tem seu próprio jeito de escrever, de fazer sua pontuação, de contar o que quer e como quer.

Aqui, Saramago nos atenta para um tema tão presente em todas as vidas humanas, nos conta como seria viver caso a morte resolvesse não mais fazer seu papel.

Sabiamente vai apontando os dramas humanos, o sentido da vida e o quão é difícil entender a própria existência. Mostra como a sociedade de hoje reagiria perante a falta da morte, como reagiria à igreja ameaçada com a vida eterna, como se comportaria o governo, os filósofos, os economistas, as funerárias, as famílias com seus moribundos, enfim, nos conta que seriam necessárias novas formações sociais e, lógico que não poderia faltar à formação de mais uma máfia para dar conta de tanto tumulto.

Quem nunca pensou: ”E se não morrêssemos?”

Quem nunca pensou: “E se soubéssemos quando vamos morrer?”

E, assim, no decorrer de tantos questionamentos vai nos fazendo crer a quão bondosa e generosa pode ser a morte, o quão difícil pode ser a vida.

Lindo livro, ora triste, ora cômico, ora questionador, ora convincente.

Leia Saramago, ou melhor, abra sua alma, seus ouvidos e escute-o.

Autor: José Saramago - Editora: Companhia da Letras - Edição: 1ª - Ano: 2005 - Comentário: Nanci Elen Lourenço de Oliveira

temperandoaspalavras.blogspot.com.br


 

 

 

Indique !