De Menina A Mulher, Marina Ruy Barbosa Tornou-Se Referência Na Moda E Na Televisão

Por Ester Jacopetti

Quem não se lembra da atriz novinha, quando desempenhou seu primeiro papel na televisão? Com rostinho de boneca, ela deu seus primeiros passos, na novela “Começar de Novo” (2004) em que interpretava uma anjinha. Em seguida, foi trabalhar ao lado de ninguém menos que, Fernanda Montenegro em “Belíssima” (2005). Recentemente a atriz recordou esse momento postando uma foto ao lado da atriz. Pois bem, Marina cresceu e hoje aos 21 anos de idade, tornou-se uma das pessoas mais influentes da televisão, e super disputada por escritores conceituados. Aliás, ela também é referência quando o assunto é moda. Exibindo modelitos luxuosos, ela comentou que está sempre antenada com esse universo, mas acima de tudo, preocupa-se com a questão do que se adequa ao seu estilo e corpo. Recentemente Marina foi eleita a mulher mais sexy do mundo. Quando questionada sobre o título, ela pondera e argumenta que sensualidade é relativo. “Toda mulher que se sente bem, e que está feliz, com a autoestima boa, é sensual”, comentou. Aproveitando as merecidas férias, Marina tem sido elogiada constantemente por seus seguidores nas redes sociais, quando posta alguma foto de biquíni. E apesar dela confessar que come de tudo, e malha super pouco, a falta de rotina no trabalho ajuda a manter a forma, mas ela busca alimentos saudáveis que fazem a diferença. “Eu tento manter um equilíbrio”, completou. Nesta entrevista, você irá ficar por dentro de um pouco mais sobre o que pensa essa jovem atriz, que tem um futuro brilhante pela frente. Prepare-se!

No início da sua carreira, durante algumas entrevistas, percebia-se uma Marina mais tímida, e hoje você fala super bem, mas ainda é reservada...É normal, porque quando eu comecei tinha nove anos de idade, e hoje estou com 21. Eu ainda sou muito nova, mas já passei por várias coisas, já trabalhei bastante. Eu amadureci. Você me acha reservada? Talvez um pouco. Chega um momento em que você percebe que, dependendo de quem está entrevistando, sente às vezes, certa maldade na pessoa. Tem coisas que você fala de um jeito, mas vai aparecer de outro. Isso já aconteceu comigo várias vezes, de eu falar algo, mas quando vai para o papel sai de forma totalmente diferente. Não era bem o que eu havia dito. Mas hoje em dia, sou bem mais relaxada com essas coisas.

Diante de tantos trabalhos na televisão e fora dela, você acredita que tenha alcançado o auge do sucesso?

Não sei, você acha que eu alcancei? Tomara! Sucesso, é você estar feliz na carreira e realizada. Eu trabalho desde pequena, e sempre levei o meu trabalho muito à sério. Sempre fiz as minhas coisas direitinho, estudei bastante. Isso é bacana. Pra mim, o sucesso é receber bons papéis, e ter ótimas oportunidades. Conseguir ter a chance de fazer personagens mais maduros, que me desafiem como atriz. Eu fiz a Maria Isis em “Império” (2014) e depois uma série que era completamente diferente, com expressionismo alemão (Amorteamo, 2015), em que eu interpretava uma noiva cadáver. Depois fiz a Elisa em “Totalmente Demais”, e a Isabela em “Justiça”. Eu tive a oportunidade de fazer vários tipos de personagens que me desafiaram. Por isso, estou realizada e plena.

Mas você diria que falta realizar um sonho ou desejo?

Foi o que eu te falei, na minha carreira eu pretendo ter novos desafios. Papéis diferentes, fazer vilãs, loucas, e tudo o que puder vir pela frente. Na minha vida pessoal, estou super realizada. Estou namorando e feliz. Espero que continue assim! Que tudo dê certo, e continue nessa relação que seja duradoura.

Seu último trabalho na televisão foi a minissérie “Justiça” que aliás, fez muito sucesso. A experiência de trabalhar em seriados, é muito mais tranquila do que novela?

É diferente, mas tem o lado bom e ruim. Depois que nós assistimos, não dá muito tempo para ajustar e melhorar. Você faz o trabalho e só depois vê como ficou o resultado. Daí não tem mais jeito, é só assistir mesmo. O lado bom, é que você faz as gravações com muito mais calma, mais cuidado. A novela não, porque normalmente gravamos 30, 40 cenas por dia. Vamos para o estúdio, e ainda tem as externas. E na série, nós gravamos com mais tempo.

Então você procura assistir aos seus trabalhos na televisão. Normalmente consegue acompanhar as novelas?

Eu assisto porque é importante. É bom você saber o que está fazendo e entender porque - às vezes - estamos fazendo de um jeito, e na trama estamos passando de outro. Então, é preciso entender o resto da história também. Eu sou muito ansiosa e me cobro muito. Sou bem perfeccionista.

Agora você está de férias, mas quando está trabalhando, envolvida com um personagem, como é o seu processo de construção do personagem?

As pessoas às vezes pensam que é muito simples, e que a vida do ator é muito fácil, mas não tem noção do quanto nós estudamos. Por trás de um novo personagem, de uma história, de uma vida que nós vamos contar, tem todo um estudo, do que realmente nós queremos passar. Eu trabalho com uma psicanalista, que me ajuda a criar memórias de uma pessoa que não existe. Nós criamos a infância, o que ela gosta de fazer, quais são suas sensações, o que ela gosta de sentir, como é que ela se vê, como é cada relação com os outros personagens. Então, é muito bom porque mergulhamos num processo, dentro do personagem, e criamos uma nova vida.

Como é se tornar referência de moda para muitas pessoas, que adoram e seguem o seu estilo?

Eu adoro moda! Sempre gostei e surgiu de uma maneira muito natural. Gosto de assistir aos desfiles, de ir às lojas para ver o que estão lançando. Gosto de estar atualizada. Acompanho as tendências, mas também não uso tudo. Procuro mesclar com o meu gosto, com o que sei que vai me vestir bem, com o meu estilo e corpo. Não dá pra ser vítima da moda. Nem tudo que está na passarela, a gente pode usar. Também procuro me atualizar, através das redes sociais. Hoje em dia, todo mundo fica muito mais próximo, de um desfile que está acontecendo lá fora. É possível receber na hora, fotos instantâneas. Assim, fica muito mais fácil se inspirar.

Você tem um queridinho do mundo fashion?

Eu não tenho nenhum estilista específico e também sou muito eclética em relação às marcas. Gosto das peças e vou montando. Eu tenho um guarda roupa grande, mas não sou de gastar muito. Eu compro as peças certas, que sei o que vou usar mais. Às vezes gasto mais dinheiro com bolsas, mas são peças clássicas, que terei para a vida toda. A minha vaidade vai até onde eu me sinto bem.

Mesmo sabendo combinar as peças, já aconteceu de você montar um look errado e só perceber depois?

Ah sempre! Eu acredito que já tenha acontecido com todo mundo, né?! Você coloca uma roupa, está linda, mas só depois percebe que não ficou legal. Ou se tocou que pessoalmente o vestido é lindo, combinou super bem, mas na hora da foto, não ficou tão bom assim. Eu já me arrependi, por exemplo, de ter usado calça saruel. Não combina comigo. Das peças que eu mais gosto, é jaqueta de couro e calça jeans, porque combinam muito bem. São duas peças coringas. Mas a calça jeans eu consigo usar no verão, no inverno, durante o dia ou à noite. Sou bem eclética. Às vezes gosto de me arrumar mais menininha, outras quero me sentir mais mulher. Depende muito do dia, e da ocasião também.

Mas você é daquelas mulheres que demoram muito pra se arrumar, ou costuma ser mais prática?

No dia a dia é rapinho, mas quando tenho algum evento, eu me arrumo um pouco mais, porque têm cabelo e maquiagem. Gosto de usar rímel e blush, porque sou muito branquinha, mas no meu nécessaire, que é um pouco grande, procuro levar sempre as mesmas coisas. Uso protetor solar, água termal, e hidratante, tanto para o rosto quanto para os lábios. A minha pele é muito sensível e começa a descascar.

Fica mais fácil para a artista cuidar melhor da alimentação, e fazer atividades físicas, quando ele está de férias?

Na verdade eu sempre comi de tudo, e muita besteira também. Malho de vez em quando, mas quando estou envolvida em algum trabalho na televisão, é mais complicado. Normalmente, nós gravamos de segunda à sábado, e domingo é nosso dia de folga, mas eu termino trabalhando, envolvida em outras coisas. Eu fico sem rotina. E essa falta de rotina faz com que eu não consiga me organizar para malhar. Quando eu tenho um tempo, procuro cuidar da alimentação, faço escolhas mais saudáveis, porque nós sabemos o que temos que comer e o que tem que ser feito. Eu, por exemplo, sinto a mudança na textura da minha pele. Costumo caprichar na minha hidratação, e faço renovação celular. É um tipo de peeling que ajuda na recuperação do viço da pele. Por isso, é importante fazer escolhas mais saudáveis. Se eu começar a comer tudo que eu tenho vontade, é claro que vou engordar. Eu tento manter um equilíbrio.

Existe alguma parte do seu corpo que você mais gosta e menos gosta?

Não, acho que está tudo direitinho, mas a que eu mais gosto é o bumbum.

Você comentou sobre os cuidados com a alimentação, mas em relação aos cabelos como você procura mantê-los saudáveis?

Com o cabelo, eu procuro usar bons produtos em casa também, porque não dá pra ficar indo sempre ao salão de beleza. Uso ampola de hidratação, porque quando estamos em novela, ficamos um ano inteiro fazendo escova e babyliss. E a ampola é o segredo de um cabelo saudável. Por isso, a importância de usar bons produtos. Costumo cortar sempre, aparar as pontas, levo um leave-in quando vou à praia. O cabelo é a moldura do rosto, não importa o cumprimento, um bom corte que combine com você é sempre interessante. Adoro praia e tenho o hábito de tomar sol, mas sempre uso muita água termal e hidratante pós sol, na pele do rosto e do corpo.

E já que estamos falando sobre cabelos, há um tempo surgiu uma polêmica sobre cortar ou não. Você faria qualquer coisa por um personagem?

Tudo depende do que você está fazendo, qual o trabalho, personagem, equipe. Tudo é muito relativo, e não dá pra generalizar. Eu sou atriz, e amo o meu trabalho. Sempre levei minha profissão muito à sério. Então, é claro que se for por um projeto bacana, um personagem interessante, nós temos que fazer mudanças.

Você é uma pessoa que se cuida, e se preocupa em estar saudável, mas você se sente uma mulher sexy?

Ah, eu acho que sensualidade é relativo. Toda mulher que se sente bem, e que está feliz com a autoestima boa, é sensual. Depende de como você quer ficar sexy. Eu acho que a mulher, quando não está, necessariamente produzida, está mais tranquila, relaxada, também é sexy. Mas é claro que, quando tem um evento, temos que nos arrumar, colocar um salto alto, um batom. Dá pra usar algumas armas também.

 

Indique !